a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

OC Barcelos com criticas ...

domingo , Set. 19 2021
13

Rui Neto- “Encontrámos ...

domingo , Set. 19 2021
17

Paulo Freitas – “O grupo ...

domingo , Set. 19 2021
13

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
61022

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
29243

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
23569

Carlos Fonseca de ...

sexta , Ago. 31 2018
1033

"Nuno Resende conquista ...

terça , Out. 02 2018
736

CA Feira organiza ...

quinta , Set. 10 2015
1423

05 Barbeiro Completo 500h Pluriform

BalancoSenica

Portugal terminou a fase de grupos do Mundial de Sub20 no 1.º lugar do Grupo A e defronta a Colômbia nos quartos-de-final.
Em dia de descanso, Luís Sénica, Diretor Técnico Nacional, faz um balanço da prestação portuguesa até ao momento. “A prestação de Portugal é positiva”, refere. “Conseguimos três vitórias, adaptámo-nos bem aos adversários, às realidades e às dificuldades que nos foram colocadas na pista”, justifica.
A acompanhar a prova em Vilanova i la Geltrú, Luís Sénica tem sido espectador atento. “Os países tradicionalmente mais competitivos e mais fortes começam a mostrar essa capacidade e essas credenciais”, analisa, sem descortinar surpresas. “Para já não há assim nada de muito surpreendente a não ser registar eventualmente a evolução de uma ou outra equipa. A Colômbia apresenta-se muito bem e o Chile bateu-se muito bem com a Argentina. É importante haja mais equipas capazes, para aumentar a competitividade”, congratula-se.
Não tanto pelo desfecho mas mais pela diferença de golos registada, a partida da Itália com a França (9-2 para os transalpinos) pode marcar o resto do campeonato. “Esperava um resultado mais equilibrado”, confidencia o Diretor Técnico Nacional, ainda que esperasse a vitória italiana. “Estava expectável de que a Itália, depois do susto com Andorra, não quisesse deixar fugir o primeiro lugar. Surpreendeu-me obviamente a dimensão do resultado mas quem viu o jogo percebeu a forma matreira, a forma quase ardilosa com que a Itália atraiu a França. Depois nas transições foi qualquer coisa de brutal”, explica, fundamentando a vitória da Itália.
Para a segunda fase, que arranca esta quinta-feira, Luís Sénica destaca um jogo entre os demais. “Há um jogo interessante. Esta derrota da França vai ter de mexer com o grupo. E, por isso, o cruzamento da Argentina com a França parece-me já muito competitivo. Vamos ver como é que a França reage”, afirma, elogiando os gauleses. “A França tem uma belíssima equipa. Tem aqui jogadores que estiveram inclusivamente no mundial de seniores, tem talento, mas vamos ver como é a gestão emocional da equipa e também como é feita a gestão táctica no jogo com a Argentina”, lança na expectativa de um bom jogo. Nas restantes partidas não deverá haver surpresas. “Estou convicto de que quem é mais forte vai seguir em frente”, auspicia.
O quadro de partidas para os quartos-de-final é o seguinte (horas de Portugal continental):
15h30: Portugal – Colômbia
17h00: Itália - Chile (cujo vencedor defrontará o vencedor do jogo entre Portugal e Colômbia)
18h30: Argentina – França
20h00: Espanha - Suíça

Foto|Fonte: FPP

workshops para rodapé Noticias NailArt