a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Desporto pára quase todo ...

quinta , Out. 29 2020
484

Taça 1947, vai ser na ...

quinta , Out. 29 2020
116

Resumo UD Oliveirense- ...

quarta , Out. 28 2020
77

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
59559

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
27451

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
21848

2.ª D- Sul- Rescaldo da ...

terça , Fev. 02 2016
1210

Campeonato Distrital AP ...

quarta , Set. 17 2014
2852

Seixal FC sem pavilhão ...

quarta , Jul. 29 2015
1743

Pluriform PP1

P4118804

A UD Oliveirense venceu na tarde de Sábado a equipa do SC Tomar por 6-4 em jogo que contou para os quartos de final da Taça de Portugal, numa partida onde teve que puxar dos galões para sair da cidade nabantina com o passaporte para a final four da prova.
Entrada forte da equipa da Oliveirense que chegou à vantagem por intermédio de Gonçalo Alves à passagem do minuto onze, materializando uma fase onde a equipa forasteira foi sempre superior. As mexidas efectuadas pelo técnico da Oliveirense, fizeram mal ao conjunto de Tó Silva que viu o SC Tomar assumir o jogo e a começar a importunar a baliza defendida por Diogo Almeida. Até ao intervalo seriam da equipa leonina as melhores oportunidades, com os avançados tomarenses a desperdiçarem tres situações de bolas paradas, no espaço de pouco mais de um minuto. Primeiro Filipe Almeida na marcação de uma GP aos 17 minutos, ainda nesse minuto foi a vez de David Costa desperdiçar um LD a castigar a 10.ª falta da Oliveirense e no minuto seguinte, seria a vez de Hernâni Diniz não conseguir desfeitear Diogo Almeida na marcação de um LD a penalizar um CA mostrado a Diogo Silva. Demasiadas oportunidades soberanas que os leões não tiveram arte nem engenho para chegar ao empate, que seria penalizado a menos de dois minutos para o intervalo pelo segundo golo da Oliveirense apontado por Martin Montivero. Castigo demasiado pesado para a prestação dos leões, nesta primeira metade, pelo jogo que estavam a efectuar, vulgarizando em alguns momentos a equipa primo divisionária.
No reatamento seria novamente a formação da Oliveirense a marcar, fazendo o 3-0 por Gonçalo Alves aos quatro minutos. Mas expedita na frente de ataque e aproveitando bem os erros defensivos da equipa ribatejana, Tó Silva aos seis minutos aumentou para 4-0, ficando a sensação que a história do jogo estaria resolvida.
Puro engano. Tó Silva rodou a equipa e o SC Tomar aproveitou algum abrandamento da equipa forasteira para começar a importunar a defesa contrária.
Filipe Almeida reduziu para 1-4 aos nove minutos e Ivo Silva fez o 2-4 aos onze minutos na transformação de um LD a castigar um CA mostrado a Albert Casanovas.
A Oliveirense responde por intermédio de André Azevedo ainda nesse minuto, fazendo o 5-2, mas o SC Tomar acreditava que podia alterar o destino da partida, pressionando o último reduto da formação de Oliveira de Azeméis.
Aos onze minutos André Silva reduz para 3-5 e embalada, a equipa leonina chega ao 4-5 por Filipe Almeida poucos segundos depois.
Estava relançada a partida, com os ribatejanos a acreditarem que podiam “vergar” a equipa de Tó Silva, que mostrava nervosismo. Com os minutos a passar a ansiedade de parte a parte aumentava e a dois minutos do final da partida, o SC Tomar dispõem de um LD (15.ª falta de equipa da Oliveirense), que podia dar o empate, mas Ivo Silva chamado a converter o LD não conseguiu enganar Diogo Almeida. Tó Silva já no ultimo minuto do encontro selou o resultado ao apontar o 6-4.
Triunfo difícil da formação da Oliveirense, perante um SC Tomar que vendeu cara a derrota e superiorizou-se em muitos períodos do jogo ao seu adversário, pecando apenas na finalização, o que seria fatal no desfecho do encontro.

Pavilhão “Jácome Ratton” – Tomar

Árbitros: Paulo Rainha e Rui Torres

SC Tomar: Daniel Leal (gr), Filipe Almeida (2), Luís Silva, David Costa, Ivo Silva (1); André Silva (1), João Lomba, Hernâni Diniz e Marco Gaspar (gr)
Treinador: Nuno Domingues

UD Oliveirense: Diogo Almeida (gr), Albert Casanovas, André Azevedo (1), Tó Silva (2), Gonçalo Alves (2); Nelson Pereira, Martin Montivero (1), Diogo Silva, Rúben Pereira e Xavi Puigbi (gr)
Treinador: Tó Silva