a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

“Boas sensações e boas ...

domingo , Mar. 07 2021
21

Nuno Lopes renova com o ...

domingo , Mar. 07 2021
82

“Foi uma exibição muito ...

domingo , Mar. 07 2021
108

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
60041

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
27983

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
22344

Camp. Nac. Angola: 1.º ...

sexta , Nov. 06 2015
1323

CN- Sub-20- Zona Sul- ...

quarta , Fev. 24 2016
1441

SC Marinhense termina ...

terça , Out. 11 2016
1559

2 Barbeiro Março

imagen

Foi com um forte sentimento independentista que se assistiu à entrega da Taça do Rei na final disputada em Blanes.
Foi sem dúvidas uma Copa do Rei muito pouco de Espanha, e muito do independentismo catalão. Ganhou o Vic, uma equipa da Comarca de Osona, zona marcada pela tendência independentista. Tanto assim foi que a equipa entrou em rinque com a bandeira “estrelada” e o guardião do Vic, foi mais longe, cozendo no seu equipamento o símbolo da Catalunha.
Com esse precedente e com bandeiras independentistas reinando no Pavilhão de Blanes, não foi de estranhar que o capitão da equipa do Vic, Josep Maria Roca, ao ir receber a Taça das mão do Presidente da Federação Espanhola, Carmelo Paniagua, levasse aos ombros uma Bandeira “Estrelada”.
O Rei brilhou pela ausência neste Evento, assim como Espanha, já que não havia nenhuma bandeira do País exposta no Pavilhão aquando da entrega dos prémios.

Fonte/Foto: www.vozpopuli.com