a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Ex jogador da AA Coimbra ...

segunda , Jul. 22 2019
265

Sergi Ortiz reforça o ...

segunda , Jul. 22 2019
328

HC Santa Cruz apresenta ...

segunda , Jul. 22 2019
249

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
57015

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
24987

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
19933

CN Feminino- Sul- Stuart ...

segunda , Nov. 24 2014
1387

Luís Sénica eleito ...

sábado , Dez. 15 2018
475

3.ª D- Marinhense vence ...

domingo , Jan. 11 2015
1466

interioresinteriores

NunoLopes

Depois da derrota da UD Oliveirense por 9-5 em jogo da 10.ª Jornada do Campeonato Nacional da 1.ª Divisão, Nuno Lopes demonstrou-se muito insatisfeito com a qualidade demonstrada pela dupla de arbitragem composta por António Santos e Paulo Almeida, que segundo o site leonino, são ambos naturais de Oliveira de Azeméis e com ligações profissionais ao principal patrocinador da Oliveirense, a Simoldes. “Não fizemos um grande jogo, mas mesmo que fizéssemos nunca sairíamos vencedores. A arbitragem foi de tal forma tendenciosa que seria impossível que nos deixassem ganhar. Foi um mau dia de arbitragem”, começa por referir o técnico ‘leonino’. E alheio não é o facto de a equipa ‘verde e branca’ contar com três faltas de equipa averbadas em apenas 30 segundos de jogo, limitando e muito a sua prestação. “Ficámos logo intimidados. Mas não se ficaram por aqui, foram imediatos a apitar um penálti muito discutível contra nós, não assinalando um outro, claro, a nosso favor. Os nossos jogadores descontrolaram-se, entrando em discussões com os árbitros, beneficiando pouco a nossa concentração”, afirma Nuno Lopes. Quanto à exibição das outras duas equipas, o treinador ‘verde e branco’ salienta que a equipa poderia ter abordado a partida de outra forma. “Fomos pouco coesos a defender, como é nosso hábito. Não aprendemos com os erros da jornada anterior, permitindo imensos contra-ataques ao adversário. A Oliveirense foi aproveitando aquilo que nós, infelizmente, oferecemos. Procurámos retificar ao intervalo mas não conseguimos”, finaliza.

Foto/Fonte: Sporting CP