a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Guarda Redes- Treino ...

terça , Jan. 26 2021
86

CNF- Sanjoanense vence ...

terça , Jan. 26 2021
75

16.ª Jornada- Resumo ...

terça , Jan. 26 2021
41

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
59936

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
27854

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
22224

TP - Valença afasta Paço ...

domingo , Fev. 11 2018
912

AP Lisboa- 1º Torneio de ...

segunda , Set. 19 2016
1273

Pacense Sub15 vence com ...

terça , Out. 28 2014
2789

2 Barbeiro

hcv-2 hcm12 jun11
Segundo avançou o PortoCanal, a requalificação do pavilhão desportivo da Escola Secundária Viriato, em Viseu, orçada em mais de 200 mil euros, deve avançar até ao final do ano, anunciou hoje o presidente da autarquia, Almeida Henriques. Na reunião da Câmara foi aprovado o contrato que viabiliza esta obra, há muito reclamada e que vai beneficiar os 730 alunos da escola e os praticantes de modalidades sediadas no pavilhão, como o hóquei em patins. Almeida Henriques explicou aos jornalistas que esta obra "era uma urgência, não só pela cobertura que tem em fibrocimento, mas também pela necessidade de melhoramento do pavilhão". "O orçamento que estava na Câmara era de cerca de meio milhão de euros, mais IVA. Pusemos mãos à obra e terminámos já o período concursal", explicou, acrescentando que a empresa vencedora ganhou o concurso "com um valor abaixo do inicial". Segundo o autarca, esta obra de requalificação será objeto de um protocolo com o Ministério da Educação e Ciência com vista ao seu financiamento em 50%. "Do ponto de vista do município, não só tratámos disto com a celeridade que é visível, como conseguimos uma poupança de quase 400 mil euros", realçou. Na opinião do autarca, "esta é uma intervenção urgente, que devolve à escola o pavilhão desportivo em condições dignas". "O município pôs os interesses dos alunos e das famílias acima de quaisquer formalismos e chegou a um acordo justo com o Ministério da Educação", acrescentou.

Fonte: PortoCanal