a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

GFR Murches num ato ...

segunda , Abr. 06 2020
45

Competições Europeias ...

segunda , Abr. 06 2020
74

Entrevista a Maria Vieira

segunda , Abr. 06 2020
38

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
58472

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
26353

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
20985

"Leão" só pensa em fazer ...

quinta , Ago. 25 2016
3557

Tomar derrota HC Braga

domingo , maio 27 2018
432

1.ª Div: Sporting sai da ...

sábado , maio 26 2018
550

interiorespluri unhas J

10687913 781065725293442 8105432520200268693 o

Portugal conquistou o Europeu de Sub-20 ao bater na final a Espanha por 3-2 num jogo intenso e de muitos nervos, e que até ao último segundo viveu o suspense do resultado.
Num Pavilhão cheio que nem um ovo a mostra que esta modalidade está viva e recomenda-se a Espanha foi a primeira a marcar por intermédio de Jordy Borgaya, passavam 6 minutos de jogo. Numa fase de equilíbrio este golo não abanou a estrutura lusa, que conseguiria já à entrada do ultimo minuto empatar a partida por Vieirinha na transformnação de uma Grande Penalidade.
Ainda se festejava o golo do empate quando Luís Melo numa jogada de insistência consegue por a nossa Selecção a vencer, faltavam então cerca de 30 segundos para o intervalo.
Depois de tanto sofrer, numa primeira parte dividida embora com ligeiro ascendente luso, a alegria estava estampada no rosto dos nossos jovens atletas quando recolheram ao balneário.
Se a Espanha tinha alguma coisa delineada para a segunda metade, João Almeida desfez essas pretensões ao assinalar o terceiro golo luso logo aos 43 segundos de jogo. Um contra ataque iniciado por Miguel Vieira e a colocar a redondinha no stick do defesa português que não perdoou na cara do guardião espanhol.
Se tinha terminado bem a primeira parte, este inicio do segundo tempo não podia ter começado melhor.
A Espanha acabou por ter que assumir as despesas de jogo perante uma selecção portuguesa que defendeu de forma excelente e teve no guardião Diogo Fernandes o seu expoente máximo ao limpar a sua área de jurisdição quando foi chamado a defender.
Com o passar dos minutos a ansiedade foi-se apoderando dos dois lados, uns porque o tempo era interminável e os outros porque esse mesmo tempo fugia a muita velocidade.
Últimos minutos de muitos nervos de parte a parte, com a espanha a jogar a “carne toda no assador”, mas a encontrar os jovens “Ursinhos” a defender com unhas e dentes este resultado. A Espanha chega ao 3-2 a 36 segundos do final, mas Portugal acabou por garantir nestes segundos finais o resultado que lhe garantiu o Tetra campeonato europeu netse escalão.
Triunfo justo de uma selecção que desde a primeira hora mostrou-se capaz e comn argumentos para defender o título e conquistar a 18.ª Taça de Campeão Europeu de Sub-20

Pavilhão de Valongo

Árbitros: Johannes Schneider (Suíça) e Arnaud Esoli (França)


Portugal: Diogo Fernandes (GR), Diogo Seixas, Miguel Vieira "Vieirinha", Xavier "Xavi" Cardoso e João Almeida; André Gaspar, João Campelo, Álvaro Morais "Alvarinho", Luís Melo e Eduardo Leitão (GR)
Treinador: Luís Duarte

Espanha -Martin Serra(GR), Ignacio Alabart, Roger Presas, Ferrant Font e Jordi Burgaya; Sergi Aragonés, Roger Ascensi, Cesar Carballeira, Marti Casas e Blai Roca (GR)
Treinador: Guillem Perez

Foto: Marzia Cattini (CERH)