a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Protocolo do Sistema de ...

Quinta-feira , Ago 11 2022
75

Calendário da Elite Cup ...

Quinta-feira , Ago 11 2022
118

WSE Continental Cup será ...

Quarta-feira , Ago 10 2022
74

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
62225

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
31094

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
25236

“Benfica insiste em ...

Sexta-feira , Mai 04 2018
1921

HC Braga leva a melhor ...

Domingo , Nov 12 2017
1739

AD Valongo apresenta-se ...

Terça-feira , Ago 28 2018
1533

Curso Unhas de Gel Profissional 25h ed

287697445 452410576887525 8131844492539693062 n

Gonçalo Alves, o melhor marcador do nacional da 1.ª divisão, esteve em evidência no encontro que decidiu o título para os dragões ao fazer o 3-2 que sentenciou o triunfo azul e branco frente ao Benfica e consequentemente o 24.º título nacional para o FC Porto.
No final do jogo deixou explicito o seu sentimento relativo a esta temporada que acabara de terminar.

É o culminar de uma grande época da nossa parte. Foi duro ganhar este campeonato. Pelo segundo ano consecutivo ficámos em primeiro da fase regular e tivemos que vir até aqui para vencermos o campeonato. É indescritível poder festejar este título. Ganhar neste clube é um orgulho enorme. A mim, portista, sabe-me sempre muito bem. Quero agradecer à minha família, que está presente em todos os momentos, a este público e a todos os que ficaram em casa a torcer por nós. Agradecer-lhes porque nos apoiaram e criticaram quando tinham de criticar durante todo o ano, deram-nos ainda mais força para vencermos este título. É espetacular. O meu avô faleceu há algum tempo, mas sempre que venço alguma coisa dedico-lhe a ele e à minha família. Acompanhou-me sempre e não posso deixar de lhe dedicar este título.”

Fonte/Foto- FC Porto

massagista inicial

regar

O capitão portista era um jogador feliz e deixou isso claro nas declarações à comunicação social.

“É fantástico. É o culminar de uma época que não poderia ser melhor. Este é o título mais importante que podíamos conquistar. O objetivo foi cumprido, estou muito feliz porque merecíamos isto. Fomos a equipa mais regular durante toda a temporada e trabalhámos imenso para consegui-lo. Estamos de parabéns, nós e o público. Quero agradecer-lhes por todo o apoio. Foi muito difícil, mas estou muito feliz porque nos mantivemos sempre unidos.”

Fonte- FC Porto * Foto- Pedro Correia / Global Imagens / Jornal “O Jogo”

massagem desportiva

rafcp

Declarações do treinador do FC Porto, no final do encontro com o Benfica (3-2)

Reação ao título: "Esta época, acredito que fomos os melhores, pois desde a segunda jornada que estávamos na frente."

O que fez a diferença? "O Benfica foi um adversário muito forte, como sempre. Mas acredito que merecíamos pelo que trabalhámos e pelo que conseguimos. A mentalidade dos jogadores foi a chave. O que aconteceu hoje já não serve para amanhã."

Temporada de estreia perfeita? "Sim, melhor era impossível. Só faltou a Elite Cup, que perdemos na final, mas estamos muito felizes."

Segredo para o sucesso: "A humildade e o querer ser melhores a cada dia. Essa é a nossa forma de trabalhar. O melhor é que há muito para melhorar e queremos mais."

Fonte- Jornal “O Jogo” * Foto- Lusa/Jornal “O Jogo”

manicure pedicure 50h2

banco thumbnail

Declarações de Nuno Resende, treinador de hóquei em patins da equipa do Benfica, depois da derrota no Dragão Arena, que ditou o adeus ao título.

A derrota
“Antes de mais, dar os parabéns ao FC Porto. E, acima de tudo, focar naquilo que fizemos. Por aquilo que trabalhámos e crescemos ao longo desta temporada, e independentemente do plantel com que nos apresentámos, acreditávamos bastante que hoje poderíamos conquistar o título. Não foi possível. Não há vitórias morais no Benfica. É um clube ganhador. Percebemos isso e acho que, pela atitude e por aquilo que fizemos durante os 50 minutos, temos de nos orgulhar e partir já deste momento duro e difícil para aquilo que queremos fazer na próxima época. Não nos tocou [o título], mas queremos claramente voltar a estar a disputar esta final.”

Agradecimentos
“Um agradecimento aos jogadores, que foram inexcedíveis durante a época, na forma como quiseram sair do registo. Crescemos como grupo e equipa. Um agradecimento também ao presidente [Rui Costa], que tem sido inexcedível na forma como vai apoiando as modalidades e o hóquei em patins. Queríamos muito oferecer-lhe este campeonato. Um agradecimento especial ao [vice-presidente] Fernando Tavares por ter acreditado neste projeto e em mim, segurando-me num momento muito difícil. Poderíamos estar cá na mesma [na final] com outro [treinador], mas acho que foi importante essa confiança e acreditar, que nos deu força para que pudéssemos crescer e chegássemos a este nível. Uma palavra muito especial para os nossos adeptos. Estamos tristes por eles, até porque queríamos muito, após tudo o que foi construído entre equipa e adeptos, dedicar-lhes a vitória. Esta empatia e acreditar na equipa e no projeto cresceu. Não foi possível, mas dou-lhes a garantia de que vamos voltar mais fortes e criar mais força neste projeto para que estejamos a festejar no próximo ano e possamos trazer o título para a nossa casa.”

Trajeto
“Houve uma mudança e todas levam o seu tempo. Levámos nosso tempo para perceber aquilo que era necessário. É evidente que fomos pelo caminho mais difícil, mas, por vezes, é aquele que dá força e resiliência para podermos vir ganhar ao Dragão. Com a aprendizagem dura que tivemos, acreditávamos que era possível. Pagámos esse preço, mas não posso tirar mérito ao FC Porto pela excelente fase regular que protagonizou. Foi uma aprendizagem dura, mas temos noção perfeita de que, ao nível em que está o campeonato, ter mais um jogo em casa é fundamental. Conseguimos esbater isso nas meias-finais [frente ao Sporting], mas não fomos capazes nesta final. Demos uma prova de que honrámos o campeonato e o Benfica e acabámos por sair de cabeça erguida."

Ausências de Lucas Ordóñez e Carlos Nicolía
“Os "ses" não existem. Acho que a equipa foi fantástica. Não podemos ir por aí, senão temos de entrar por outras situações e foi extremamente injusto o que se passou com o Carlos relativamente ao cartão vermelho. É evidente que as situações têm a sua influência, mas estarmos a chorar hoje por essa situação e não dar o reforço positivo àquilo que fez o José Miranda e o Pol Manrubia. Há que ver isto, mas o desporto tem estas coisas. É melhor não entrarmos por esse campo.

Balanço global da temporada
Da minha parte, estou extremamente satisfeito. Consegui perceber que os anos em Itália foram importantes, o meu método de treino dá frutos e a forma de lidar o grupo é positiva. Mesmo que tivesse vencido, era a análise individual.”

Ambição
Não ter conquistado o título nacional não é bom. O Benfica é para ganhar e temos essa responsabilidade, independentemente do trajeto na reta final e do crescimento da equipa, que acho que é notório. Temos de encurtar caminhos e ser competentes mais cedo e mais fortes e coesos. Claro que é um aspeto menos positivo.”

Fonte- Jornal “O Jogo” * Foto- SL Benfica

esteticista inicial 4

fcpc

O FC Porto bateu o Benfica por 3-2 e conquistou o 24.º título nacional de hóquei em patins
O FC Porto é campeão nacional de hóquei em patins! Nesta quarta-feira, no Jogo 5 da final do Play-off do Campeonato Nacional, os azuis e brancos receberam e bateram o Benfica (5-3), no Dragão Arena, e carimbaram a conquista do 24.º título de campeão nacional, registo que isola o FC Porto na liderança deste particular: à entrada para este jogo, FC Porto e Benfica estavam empatados com 23 campeonatos cada um.

Estava jogado pouco mais de um minuto quando Gonçalo Alves provocou a primeira explosão de alegria num Dragão Arena que voltou a justificar as palavras de Ricardo Ares na antevisão: no que diz respeito ao hóquei em patins, é mesmo o melhor pavilhão do mundo. O Benfica ainda chegou ao empate por intermédio de Pol Manrubia, mas Carlo Di Benedetto não deixou que o intervalo chegasse sem que o FC Porto estivesse novamente na frente do marcador.

A etapa complementar não foi tão animada quanto a inicial e o placar só voltou a mexer nos minutos finais, o que diz muito sobre o equilíbrio que marcou o segundo tempo. A pouco mais de seis minutos do fim, Pablo Àlvarez estabeleceu o 2-2 e voltou a deixar tudo igual, mas o clássico não ficaria por aqui. Na cobrança de um livre direto, Gonçalo Alves colocou o FC Porto numa posição privilegiadíssima para conquistar o título e a equipa comandada por Ricardo Ares não vacilou.

Fica assim fechada com chave de ouro uma época verdadeiramente memorável para o hóquei em patins portista, abrilhantada com três troféus erguidos: à Taça de Portugal e à Taça Intercontinental, o FC Porto juntou-lhe o Campeonato Nacional.

Fonte- FC Porto * Foto- Jornal “O Jogo”/ Pedro Correia/Global Imagens

esteticista essencial 5

244368151 10159671650499781 4542939313483361674 n

Bruno Pereira, o treinador da equipa sénior do União Futebol Entroncamento, que no final da passada semana conquistou o título nacional da 3.ª divisão, está de saída do Clube ferroviário.
Após sete anos à frente dos destinos da equipa alvinegra da Cidade ferroviária, terminou o seu ciclo no clube pela porta grande.
Depois de ter vencido a série C na fase regular, acabaria por conquistar o título nacional na ultima jornada do grupo de apuramento de campeão, em partida frente ao favorito AD Valongo a quem venceu por 5-4.
Já se falava em surdina na possibilidade de Bruno Pereira deixar o comando técnico da equipa que o mesmo acabou por confirmar no inicio desta semana.
Segundo aquilo que conseguimos apurar, Paulo beirante perfila-se como o mnais sério candidato a ocupar o lugar vago por Bruno Pereira, que a confirmar-se será um regresso ao Clube ferroviário.

Foto- Radio Hertz

cabeleireiroa 2

Miccoli a caminho da Juventude Pacense

Argentino do Benfica foi castigado com dois jogos de suspensão após vermelho sábado passado, no jogo quatro da final do campeonato de hóquei em patins.

Carlos Nicolía é baixa de peso na equipa de hóquei em patins do Benfica para o decisivo jogo da final do campeonato. Expulso no encontro de sábado passado, o quarto da eliminatória, o argentino foi suspenso por dois jogos pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Patinagem.

Nicolía, recorde-se, desentendeu-se com Reinaldo García, do FC Porto, e viu o cartão azul. Instantes depois, acabou por ver o cartão vermelho por palavras e um eventual empurrão ao árbitro. O Benfica, refira-se, tem ainda Lucas Ordoñez lesionado.

O encontro entre dragões e águias tem início marcado para as 20h00 de quarta-feira, no Dragão Arena. Com 2-2 na final, o vencedor sagra-se campeão nacional.

Fonte/Foto- Jornal “O jogo”

barbeiro compelto

fftpf

A Final Four da Taça de Portugal de Seniores Femininos arranca este sábado, no Pavilhão Municipal Leonel Fernandes, no Seixal.

O sorteio ditou colocar frente a frente, nas meias-finais, ACDCP Vila Boa do Bispo - Sporting CP (11H00) e SL Benfica- CACO (15H00). A final joga-se domingo, às 15H00.

A primeira meia-final joga-se entre o ACDCP Vila Boa do Bispo e o Sporting CP. A equipa do Vila Boa do Bispo chega a esta meia-final após ter eliminado, nos oitavos-de-final, o Escola Livre por 2-7 e, nos quartos-de-final o AF Arazede por 5-4. Já o Sporting CP repete a presença na meia-final tendo vencido, nos oitavos-de-final, a AD Sanjoanense (3-2) e, nos quartos-de-final a A Stuart HC Massamá (1-2).

A segunda meia-final será decidida entre CACO e SL Benfica que, já este ano, disputaram a Supertaça de Portugal. Enquanto o CACO eliminou o Académico FC (3-5), nos oitavos-de-final e o CH Carvalhos (2-3), nos quartos-final. A equipa do SL Benfica eliminou o CENAP (17-1), nos oitavos-final e o ACD Gulpilhares (22-1), nos quartos-final.

As águias são as detentoras do título, depois de vencerem por 7-0, o C Infante Sagres.

Meias-finais:
02/07/2022 – 11H00- ACDCP Vila Boa do Bispo - Sporting CP
02/07/2022 - 15H00- CACO - SL Benfica

Final
03/07/2022 -15H00

Fonte- FPP

unhas de gel prof

288375675 7982606971756983 7561603981961508721 n

Nuno Pereira “Miccoli” vai mudar-se do Riba D´Ave HC para a Juventude Pacense na próxima temporada.
Depois de quatro épocas ao serviço da formação minhota sendo um dos elementos mais importantes na subida de divisão esta época em particular, e onde foi em simultâneo o melhor marcador tendo apontado 35 golos.
Com 26 anos “Miccoli” que iniciou a sua carreira desportiva no OC Barcelos, representando posteriormente a AD Valongo em Sub-20 e ainda no seu primeiro ano de sénior.
Entre 2015 e 2017 jogou no Riba D´Ave HC, tendo-se mudado na temporada 2017/2018 para o Valença. Voltaria ao Riba D´Ave HC onde se manteve até ao final da presente época.
Agora um novo projecto que aliciou o internacional jovem luso, leva-o até Paços de Ferreira na temporada que se aproxima.
Na sua página pessoal de facebook, Nuno Pereira “Miccoli” deixou uma mensagem de agradecimento ao Clube que representou nas últimas épocas.

“Após 4 anos, assim termina a minha ligação com o objetivo cumprido. Obrigado RAHC por todo o carinho, atenção e apoio que sempre me demostraram ao longo destes bonitos anos.
A todos os que me acompanharam dentro e fora da pista o meu muito obrigado!
Nunca me irei esquecer de vocês!
As maiores felicidades para o que aí vem.”

Foto- Riba D´Ave HC

barbeiro 8

277801448 398408478954402 4422002094952041385 n

Ricardo Ares projeta o último jogo da final do campeonato de hóquei em patins (quarta-feira, 20h00).
Dê por onde der, o título nacional de hóquei em patins decide-se esta quarta-feira no Dragão Arena (20h00, FC Porto TV/Porto Canal). No quinto e derradeiro embate da final, FC Porto e Benfica discutem quem será coroado novo campeão português ao cabo de uma longa temporada que teve início nos primeiros dias de setembro do ano transato. Em vésperas de mais um clássico e com tudo empatado a dois na eliminatória, Ricardo Ares relembra que “as finais são para se ganhar” e que os azuis e brancos estão “em primeiro lugar desde a segunda jornada” da fase regular. Na antecâmara do término dos playoffs, o técnico basco prevê “um Dragão Arena cheio, com os adeptos e toda a Nação Portista orgulhosa da equipa” e um conjunto de atletas decidido a “entrar em pista para ganhar”.

A importância do fator casa
“As finais são para se ganhar. Trabalhámos e lutámos desde o princípio da época. Estivemos em primeiro lugar da fase regular desde a segunda jornada e o nosso grande objetivo é vencer o campeonato.”

Clássicos para todos os gostos
“O fator decisivo será trabalhar como temos feito até agora. O passado não nos interessa e cabe-nos olhar para o presente com humildade e ambição máximas. Analisámos muito bem tudo o que se passou nesta final, sabemos o que temos de fazer para ganhar e não me canso de dizer à equipa: aqui no Dragão não podemos perder com ninguém.

A derrota na Luz
“O Benfica aproveitou muito bem as bolas paradas de que dispôs e que foram decisivas para se adiantar no marcador. Nós demonstrámos alguma ansiedade que nos foi prejudicial, mas isso já faz parte do passado porque nos playoffs ou se ganha ou se perde. Queremos um Dragão Arena cheio, com os adeptos e toda a Nação Portista orgulhosa da equipa e vamos entrar em pista para ganhar.”

Unidos como sempre
“Sentimos que vamos ter muito apoio. Sabemos que, todos juntos, equipa, direção e adeptos são muito fortes e isso dá-nos muita confiança e ainda mais vontade de ganhar.”

Fonte/Foto- FC Porto

manicure pedicure 50h2

290211471 448903270573970 5181855423148167327 n

Carlos “Carlitos” Silva está de regresso a Portugal indo representar a Juventude Viana após a “reforma” de Jorge Correia, guarda redes que defendeu a baliza minhota nas últimas temporadas.
Depois da sua experiência como “imigrante” na pretérita temporada ao serviço do La Vendenne, “Carlitos” de 25 anos volta a Portugal para representar um dos históricos do Minho
Natural de Tomar onde iniciou a sua carreira desportiva, representaria já como Sub-17 o SL Benfica onde se manteve até ao seu ultimo ano de Sub-20.
Seguiu-se o Valença HC e voltaria novamente ao SC Tomar na temporada 2018/2019 deixando o Clube nabantino no final da época de 2019/2020. Regressaria ao Norte desta feita para a Juventude Pacense onde apenas se manteve por meia temporada. O convite dos Franceses do La Vendenne falou mais alto e “Carlitos” acabou por rumar até terras gaulesas na pretérita temporada, mas o apelo do campeonato luso acabaria por falar mais alo com o guardião tomarense a ingressar assim na Juventude de Viana.

massagista inicial