a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Jordi Bargalló renova ...

Quinta-feira , Jun 30 2022
4

Nicolía reagiu à ...

Quinta-feira , Jun 30 2022
6

Play-Off- Jogo 5- resumo ...

Quinta-feira , Jun 30 2022
6

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
62088

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
30884

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
25035

Vic e Réus seguem em ...

Sexta-feira , Fev 24 2017
1486

Oliveirense passa com ...

Segunda-feira , Jan 27 2020
902

IR- Grupo “B”- 3.ª ...

Sexta-feira , Abr 07 2017
2097

massagista inicial

fcpudo

FC Porto venceu o segundo classificado por 3-2 com golos de Rafa, Carlo Di Benedetto e Xavi Barroso, impondo desta forma a primeira derrota ao conjunto da Oliveirense e consolidando também o primeiro lugar na classificação geral.

Apesar de um começo de grande equilíbrio e intensidade, Rafa desbloqueou o encontro com grande engenho aos 16 minutos, ao desviar para a baliza da Oliveirense uma bola que vinha algo confusa de uma disputa entre Reinaldo García e um adversário. Ao intervalo, sorria a vantagem aos Dragões (1-0).

O início da segunda parte foi de grande proveito para os azuis e brancos. Depois de Jorge Silva ter visto o cartão azul, Carlo Di Benedetto não conseguiu concretizar o livre direto resultante dessa mesma falta, mas, logo de seguida, marcou o segundo dos da Invicta. Nem um minuto depois, Xavi Barroso triplicou a vantagem do FC Porto na partida e praticamente parecia ter fechado o rumo da partida (31m). Lucas Martínez, aos 33 minutos, viu cartão azul, mas Gonçalo Alves não foi feliz no livre direto, tendo-se mantido o 3-0 no placar. Se tudo parecia decidido, Lucas Martínez fez questão de deixar o embate em aberto em 30 segundos, a oito minutos do final, ao bisar e deixar a Oliveirense a apenas um golo do empate. A menos de dois minutos do término do jogo, Xavi Malián mostrou-se decisivo ao defender o livre direto marcado por Lucas Martínez, resultante da décima falta azul e branca, e, desta forma, o FC Porto cumpriu o objetivo a que se propôs para esta partida: vencer.

Fonte- FC Porto

3 Cabeleireiro Inicial