a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

3.ª D- Zona C- Turquel ...

Quarta-feira , Out 27 2021
18

3.ª D- Zona D- HC Vasco ...

Quarta-feira , Out 27 2021
29

Casos positivos de ...

Quarta-feira , Out 27 2021
44

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
61167

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
29461

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
23796

FC Alverca derrotado ...

Segunda-feira , Set 12 2016
2559

Jorge Silva- “Podem ...

Segunda-feira , Abr 12 2021
335

CN Norte Sub13: 7.ª ...

Segunda-feira , Abr 11 2016
1371

05 Barbeiro Completo 500h

nulop

Nuno Lopes considera que a realização da Elite Cup em Tomar “é já uma vitória da cidade, do clube e dos adeptos tomarenses”: “Tem de se dar mérito a quem o merece. É claramente uma aposta de quem tem dado muito ao hóquei em patins. Falo, obviamente, da Câmara de Tomar… no apoio ao clube e à modalidade. É também fruto da nossa classificação na época passada. É um presente que a cidade, no seu todo, merece. Independente do resultado final, deve ser um motivo de orgulho para todos os tomarenses. Ser a ‘capital do hóquei’… é um título feliz. O próximo fim de semana vai entrar na história do desporto em Tomar”.

“Os clubes já olhavam para esta prova como se fosse oficial. E a Federação foi inteligente na forma como acolheu a prova… e como está a tratar dela. Acima de tudo, é importante mostrar que o hóquei em patins também consegue organizar eventos ao nível do futebol – futebol de praia, de sala, de ‘onze’… Acho que a visibilidade da Elite Cup vai ser grande. E isso será bom para todos. Vai ser certamente uma prova de sucesso”, acrescentou o treinador do Sp. Tomar/IPT.

Sobre as expetativas da equipa tomarense, o técnico afirma que, sobretudo, querem “desfrutar deste momento”: “Olhamos para a prova… jogo a jogo! Para já, vamos apostar as ‘fichas’ para tentar ganhar o primeiro jogo, com o OC Barcelos. A equipa chega bem a esta primeira prova oficial. Participámos no torneio de Turquel, onde tivemos o que queríamos em termos de exigência competitiva. Na Marinha Grande não fomos tão rigorosos… e faltou marcar mais golos, principalmente no jogo com o Parede. Mas, acima de tudo, estamos a prepararmo-nos para o campeonato nacional. Essa é a nossa grande prova. Queremos consolidar uma posição… na forma como jogamos. Os resultados são importantes, mas, e os jogadores sabem disso, se consolidarmos a forma como treinamos e jogamos, os bons lugares acabam por acontecer naturalmente. Mais ponto ou menos ponto…”.

Esta prova fica também já marcada pelo regresso do público às bancadas (50% da lotação). Anabela Freitas, presidente da Câmara de Tomar, partilhou, na apresentação da prova, o regozijo e a vontade de que este facto simbolize “o pontapé de saída para a normalidade”.

O treinador Nuno Lopes também vinca a importância do “calor do público”: “Os jogadores precisam desse apoio. Mas também têm de retribuir. Queremos reforçar essa união, essa simbiose entre o público e os jogadores. Sei que o grau de exigência está alto, mas também tem de haver tolerância. Há sempre momentos nos jogos em que precisamos do público para nos ajudar a dar a volta por cima”.

Fonte/Foto- Jornal “Cidade de Tomar”

02 Esteticista 1225h Pluriform