a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Ezequiel Mena- “Os três ...

Terça-feira , Nov 30 2021
9

João Souto- “Estamos ...

Terça-feira , Nov 30 2021
9

2.ª Sul- Candelária não ...

Terça-feira , Nov 30 2021
9

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
61481

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
29966

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
24238

3.ª D- Zona D- ...

Terça-feira , Mai 02 2017
1875

“Esteves”- “falta mais ...

Quinta-feira , Mai 26 2016
2520

Diogo Graça (AA ...

Sexta-feira , Jan 13 2017
1857

5 Barbeiro Completo

Terronia

cdpascp 7

Paulo Freitas, no final do jogo que opôs o Sporting CP ao CD Paços, disputado este domingo no “Casablanca” foi muito critico em relação à arbitragem.
No final da vitória por 2-4 no reduto do CD Paço de Arcos, Paulo Freitas lembrou as muitas faltas que têm sido assinaladas à equipa de hóquei em patins do Sporting Clube de Portugal nos últimos encontros e explicou que existiu "dualidade de critérios" no desafio deste domingo.
"Em três jogos, o Sporting CP fez 38 faltas. Começo a ficar preocupado e a achar que tenho uma equipa violenta... isto dá que pensar. Os critérios não são os mesmos. Eu só falo quando ganho e hoje voltei a não gostar. Houve dualidade de critérios, com lances que eram falta de um lado e não eram do outro. Alguma coisa tem de mudar", começou por dizer o treinador verde e branco aos jornalistas no final da partida.
Sobre o encontro contra a equipa do concelho de Oeiras, Paulo Freitas reconheceu a boa prestação defensiva do CD Paço de Arcos até ao 0-1 de João Souto, mas elogiou a exibição do Sporting CP.
"Queríamos entrar fortes e estar em vantagem para obrigar o CD Paço de Arcos a fazer alguma coisa diferente daquilo que faz. É uma equipa que joga com as linhas muito baixas e com muitas ajudas no processo defensivo, o que nos coloca alguma dificuldade. Tínhamos de variar a nossa forma de atacar e tentámos fazer isso, mas o CD Paço de Arcos bateu-se muito bem. Tivemos de ser pacientes e percebemos que, mantendo a intensidade e dinâmica que criámos, acabaríamos por criar vantagem no jogo. Felizmente, foi o que aconteceu no início da segunda parte, o que nos permitiu gerir e controlar o jogo de acordo com os nossos princípios", frisou.

Fonte/Foto- Sporting CP

Domingo