a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Xavi Malian aceitou o ...

Sábado , Mar 28 2020
24

Alteração Momentânea

Sábado , Mar 28 2020
175

Clubes apoiam federação ...

Sexta-feira , Mar 27 2020
189

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
58432

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
26327

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
20954

Parede FC- 4.º Torneio ...

Quinta-feira , Mar 24 2016
1175

CR Lisboa- Sub-17- leões ...

Segunda-feira , Dez 01 2014
1686

Pedro Ferreira assume ...

Quinta-feira , Mai 10 2018
1212

interiorespluri unhas J

66485835 10162156213130220 5062994868289142784 n

Moçambique venceu esta sexta-feira a Alemanha por 7-5, no prolongamento (após um empate a 3 bolas no fiinal do tempo regulamentar) e garantiu a presença na final da Intercontinental onde vai encontrar Andorra em jogo a disputar este sábado a partir das 21 horas.
Mário “Marinho” Rodrigues foi decididamente o MVP deste encontro ao apontar seis dos sete golos que a seleção dos “Ngonhamas” brindou os alemães.
Partida onde Moçambique desde cedo mostrou ser mais perigosa e foi mesmo a equipa africana a inaugurar o marcador por “Marinho”.
Peinke empataria mas ainda antes do intervalo o golo de Filipe Vaz levou a equipa moçambicana em vantagem para o intervalo.
Numa segunda parte onde a seleção africana continuou a mostrar mais hóquei seria no entanto a Alemanha a dar a volta ao marcador com golos de Max e Peinke, este a três minutos do final do tempo regulamentar.
A dois minutos do terminus do jogo, “Marinho” devolveu a confiança oas africanos a fazer o empate.
Veio o prolongamento e aí a assertividade dos moçambicanos falou mais alto, em particular a pontaria de “Marinho que colocou Moçambique a vencer por 6-3 a dois minutos do final do prolongamento.
Os Alemães não baixaram os braços e conseguem neste período chegar ao 6-5 com golos de Karschau e Zilken. Mas mais uma vez seria “Marinho” a colocar “água na fervura” ao fazer o 7-5 a 15 segundos do terminus do jogo, numa fase onde a Alemanha jogava sem guardião.
Triunfo justo da equipa que mostrou mais hóquei e que coloca assim os africanos na final do Intercontinental Championship onde vão reencontrar Andorra.

Sexta Feira