a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Protocolo do Sistema de ...

Quinta-feira , Ago 11 2022
21

Calendário da Elite Cup ...

Quinta-feira , Ago 11 2022
33

WSE Continental Cup será ...

Quarta-feira , Ago 10 2022
42

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
62205

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
31074

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
25214

Alcobacense vence ...

Segunda-feira , Set 19 2016
2062

Hélder Nunes em ...

Terça-feira , Out 25 2016
1952

Taça Latina- Portugal ...

Sábado , Mar 26 2016
1940

Curso Unhas de Gel Profissional 25h ed

tigres 1

O HC “Os Tigres” recebeu no passado sábado no “Alfredo Bento Calado” o Parede FC e teve que suar a bom sura para garantir os três pontos em disputa frente a um conjunto eu tem mostrado argumentos para se intrometer entre os candidatos à subida.
Primeira parte atípica, com as oportunidades a surgirem para cada lado, e é o Tigres a ser mais feliz, ao chegar ao golo por Anderson Luís, numa fase até de maior assédio da formação da linha.
Segunda metade a começar praticamente com o golo do empate por Manuel Coimbra , o que deixou a equipa ribatejana um pouco abalada. Pouco discernimento, e é mesmo o Parede que dispõem de duas bolas paradas para poder voltar a ganhar vantagem mas que o consegue é o Tigres por intermédio de Filipe Bernardino que, de GP faz o 2-1 para a equipa de Almeirim.
Até final maior pressão da equipa de Pedro Gonçalves perante um Tigres mais interessado em defender e segurar a magra vantagem que dispunha. No ultimo minuto dispôs de duas bolas paradas (dois LD) que poderiam deixar as “almas” descansadas, mas a desperdiçarem, sofrendo assim até ao utimo segundo pearar garantir os três preciosos pontos que lhe permitem manter uma vantagem confortável sobre o segundo classificado, o AE Física D.
Ao Jornal “O Almeirinense”, André Luís o Técnico da equipa ribatejana era um treinador satisfeito mas com os pés bem assentes na terra. “Temos cinco jogos pela frente, as tais finais de que já falei anteriormente e os nossos adversários diretos não nos deixam tirar o pé do acelerador, pois tanto Física como Alenquer têm um jogo a menos e podem encurtar distâncias! Fizemos um mês de março com o pleno de 5 vitórias em cinco jogos e teremos de enfrentar Abril com a mesma postura, pois isto está longe de estar decidido.
Sobre a partida que tinha acabado de ser realizada frente ao o Parede, André Luís disse que o “jogo foi inesperadamente aberto, muito por culpa nossa, pois entrámos algo descompensados emocionalmente e permitimos muitas transições rápidas, onde o Parede se sente como “peixe na água”. Fizemos uma primeira parte um pouco atípica, muito ansiosos e sempre em esforço. As várias oportunidades criadas de parte a parte redundaram em quase nada e nós fomos para o descanso a vencer por 1-0, com um golo um pouco contra o sentido do jogo. Na segunda parte voltámos a não entrar bem, sofremos o empate a abrir e curiosamente só depois de termos ficado a jogar em inferioridade numérica é que conseguimos passar para a frente do marcador. Nos últimos quinze minutos soubemos “sofrer” a defender e esperámos pelos erros do adversário para fecharmos o encontro, mas fomos algo displicentes na finalização. Ainda assim conseguimos o mais importante, que foram mais três pontos na nossa caminhada, frente a um adversário direto.

Fonte- Jornal “O Almeirinense”
Foto – Jornal “O Almeirinense”