a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Reinaldo Garcia após o ...

Sábado , Jul 02 2022
27

Paulo Almeida- “Elas não ...

Sábado , Jul 02 2022
16

Águias garantem final ...

Sábado , Jul 02 2022
14

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
62097

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
30891

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
25044

Alejandro Dominguez leva ...

Quinta-feira , Dez 30 2021
329

Sub15 do HC Braga ...

Segunda-feira , Jan 29 2018
1591

Pedro Antunes em ...

Sexta-feira , Ago 21 2015
1676

massagista inicial

presfap

O adiamento do Campeonato Africano das Nações em hóquei em patins, que inicialmente estava marcado para a cidade de Maputo (Moçambique) de 9 a 11 de Novembro, foi adiado, situação que deixa a direcção da Federação Angolana de Patinagem (FAP) agastada.
Segundo o vice-presidente da FAP, Pedro Azevedo que falava à imprensa no pavilhão anexo da Cidadela, o adiamento da competição acaba por causar inúmeros transtornos técnicos, administrativos e financeiros.
“Angola apresentou a proposta para organizar a prova e Moçambique ganhou a candidatura, marcou datas e estabeleceu períodos que nós cumprimos na totalidade desde a compra de bilhetes e reservas de hotel numa altura em que a situação financeira do país não é das melhores” disse.
Ainda segundo Pedro Azevedo, Angola irá apresentar o seu protesto no Congresso da Confederação, a decorrer no próximo dia 28 do corrente na cidade do Cairo (Egipto).
Na passada semana, o seleccionador nacional Fernando Fallé convocou a pré-seleção nacional constituída por vinte e um jogadores, enquanto que o inicio dos trabalhos de campo estava marcado para 29 de Outubro, obrigando a um interregno no campeonato nacional que decorre nas cidade de Luanda e Lobito.
Além de Angola e Moçambique, vão participar na prova as seleções do Egipto e da África do Sul.
Aquando da realização do primeiro campeonato do mundo da modalidade que Angola realizou em 2013, o primeiro candidato para albergar o evento foi Moçambique, que dois anos antes alegou indisponibilidade financeira para receber a competição.

Fonte/Foto- ANGOP/Sapo