a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

1.ª D- Girão negou a ...

Terça-feira , Out 22 2019
205

3.ª D- Sul- Boliqueime ...

Terça-feira , Out 22 2019
81

3.ª D- Centro- Juventude ...

Terça-feira , Out 22 2019
109

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
57427

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
25377

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
20229

Santos (Brasil) recebe o ...

Quarta-feira , Ago 08 2018
343

Portugal vence França e ...

Sábado , Ago 30 2014
2459

Rodrigo Rocha reforça ...

Terça-feira , Jul 11 2017
1123

interioresinteriores

MB 20180429O OC Barcelos perdeu a final da Taça Cers 2018 para o Llieda após a marcação de grandes penalidades.
Perante a importancia da prova, o esforços feito pelos clubes, pelos seus apoios e adeptos,definitivamente o CERH deve repensar a forma como atribui a nomeação dos árbitros para este tipo de competição.
Simplesmente uma vergonha a dupla de juízes franceses que dirigiu a final, prejudicando de forma delibera a equipa portuguesa.

Um jogo muito equilibrado com ambas as equipas a jogar num ritmo lento, procurando sair sempre com o esférico controlado.
Só mesmo um remate de meia distancia podia ter dado golo, o que aconteceu aos 17' por Joca Guimarães, dando vantagem ao Barcelos.
Ate ao intervalo quer Ricardo Silva, quer Albert Mola evitaram com boas intervenções que o marcador tivesse outro rumo.

Na segunda parte o Lleida mais atrevido,teve logo aos 4´ uma grande chance para empatar mas Dário Gimenez na grande penalidade atirou para a tabela de fundo.
Também de lance de bola parada, mas de livre direto aos 6' Zé Pedro não aproveitou para marcar.
Volvidos dois minutos João Almeida emendou com classe um passe de Juan Lopez que assim fez o 2-0 para a equipa de Barcelos.
O Lleida respondeu e de grande penalidade Andreu Tomás relançou o jogo fazendo o 2-1.
Após cartão azul mostrado a Hugo Costa, Dário Gimenez fez o empate de livre direto aos 14'.
O mesmo jogador do Lleida teve aos 17' a hipótese de dar a cambalhota no marcador mas desperdiçou um livre direto pela décima falta da equipa do Minho.
A partida acabou por terminar empatada a duas bolas, sendo necessário o prolongamento, o marcador não se alterou, levando a decisão para as grandes penalidades.
Ao fim de seis lances, Jordi Creus marcou o unico golo, dando o triunfo ao Lleida que assim sucede ao Barcelos na competição.