a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

CNF- Centro- Sanjoanense ...

Terça-feira , Out 27 2020
47

Resumo HC Turquel- ...

Terça-feira , Out 27 2020
75

CNF-Norte- CA Feira ...

Terça-feira , Out 27 2020
80

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
59550

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
27431

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
21838

CN Sub17 Norte 2.ª Fase ...

Sábado , Jun 03 2017
1839

Miguel Lino reforça SC ...

Quinta-feira , Dez 18 2014
1957

CNF- SL Benfica vence e ...

Segunda-feira , Abr 01 2019
534

Pluriform PP1

imgS620I219643T20180423224047

Ainda Sub-17, estrou-se na equipa sénior da AD Valongo.
Começou a patinar aos três anos no Riba D'Ave por influência de um primo e hoje é uma das promessas do hóquei em patins nacional pronta a despontar na AD Valongo.
Falamos de Diogo Abreu, jovem hoquista que se sagrou campeão da Europa de sub-17 no ano passado e que no último fim de semana foi chamado pela primeira vez por Miguel Viterbo, treinador dos valonguenses, a um jogo da equipa sénior.
Aos 17 anos, Diogo Abreu teve a oportunidade de jogar pela formação principal da AD Valongo frente ao Infante Sagres, em partida referente à 21.ª jornada do campeonato e que terminou com a vitória valonguense por 3x9, e deixou a sua marca no jogo com dois golos.
«Foi uma estreia de sonho e inesquecível», confessa, ao zerozero.pt, o hoquista que esta temporada tem atuado pelas equipas de sub-17 e também de sub-20 da AD Valongo, clube ao qual chegou há três anos, após ter iniciado a formação no Riba D'Ave.
«O mais importante, além de ter contribuído com dois golos, foi ter ajudado a equipa em mais uma vitória», acrescenta, admitindo que não contava já ser chamado à equipa principal, apesar de admitir que sempre trabalhou para alcançar esse objetivo.
«O Miguel [Viterbo] acompanha o meu trabalho diariamente e sabe o quanto eu trabalho para chegar aos seniores da AD Valongo. Talvez pela minha idade não estava a contar ser já chamado, visto que ainda sou sub-17, mas sei que dou o meu melhor todos os dias e estou preparado para ser chamado à equipa principal a qualquer momento», diz, antes de recordar o momento em que foi chamado pelo treinador para entrar em jogo, no qual acabou por bisar.
«Na hora da minha estreia, o Miguel [Viterbo] transmitiu-me confiança, tranquilidade e disse para eu fazer o que eu melhor sabia», recorda o jovem hoquista que quer continuar a ajudar as equipas de formação nas quais compete, mas também a pensar numa nova chamada ao escalão sénior.
«Vou continuar a trabalhar e a dar o meu melhor diariamente para que o treinador possa contar comigo mais vezes», garante.

Fonte/Foto- www.zero.zero.pt