a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Miguel Rocha decisivo em ...

Quarta-feira , Nov 25 2020
20

Triunfo suado dá ...

Quarta-feira , Nov 25 2020
37

Falecimento de Alvaro ...

Quarta-feira , Nov 25 2020
21

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
59640

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
27527

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
21935

3.ª D- Sul- Parede volta ...

Segunda-feira , Fev 22 2016
1498

" Desiludido " Lima ...

Quarta-feira , Abr 03 2019
748

CN Norte Sub15: 1.ª ...

Segunda-feira , Fev 15 2016
1351

Pluriform PP1

MB 20171109 1MB 20171109 01Grande moldura humana, grande jogo de hóquei em patins, foi o que aconteceu no pavilhão municipal de Barcelos entre o clube minhoto e a AD Valongo.


O triunfo pertenceu ao OC Barcelos por 5-3, continuando assim sem sofrer qualquer derrota na prova ao fim da terceira jornada.
Por parte do Valongo foi o segundo desaire depois de o mesmo ter acontecido em Oliveira de Azeméis.

Quanto ao jogo, entrou melhor o Valongo, que com apenas quatro minutos decorridos, já vencia por 2-0 com golos de Diogo Fernandes.
A resposta do OC Barcelos apareceu logo a seguir ao 5' por Rúben Sousa, atleta que viria a lesionar-se ainda na primeira parte limitando assim as opções do treinador Paulo Pereira para o resto do jogo.
O golo de vantagem do Valongo durou ate ao intervalo, que podia ter sido dilatada se Poka tivesse convertido um livre direto

Para a segunda parte o mesmo Poka logo aos 3' voltou a desperdiçar igual lance.
Quem falha acaba por sofrer com Joca Guimarães no mesmo minuto a fazer o empate.
No entanto na terceira tentativa aos 11' mas de grande penalidade, Poka deu nova vantagem ao Valongo.
Os festejos da equipa visitante duraram poucos segundos por em igual infracção Juan Lopez voltou a igualar o encontro.
Com a mesma disposição ou seja de ganhar os três pontos, as duas equipas imprimiram um ritmo elevado na procura do jogo mas Ricardo Silva e Leonardo Pais brilharam em ambas as balizas.
O golo acabou por pertencer ao OC Barcelos aos 22' por Joca Guimarães num remate cruzado a surpreender o guarda redes do Valongo.
Ate ao fim ainda houve tempo para Hugo Costa fazer o 5-3 e falhar tal como Juan Lopez um livre direto.

Nota final para a arbitragem de Paulo Rainha e de Joaquim Pinto que não agradou nem ao Barcelos nem ao Valongo, tendo sido mostrados sete cartões azuis, três para os minhotos e quatro para a turma do Valongo.

Assim o Barcelos continua a par do Sporting CP, Benfica e Oliveirense todos com nove pontos, enquanto que a AD Valongo soma apenas três pontos.
Para a próxima ronda o OC Barcelos visita o vizinho HC Braga e a AD Valongo recebe o Paço d'Arcos.