a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Liceo e Barcelona entram ...

Segunda-feira , Jan 25 2021
30

Resumo do OC Barcelos – ...

Segunda-feira , Jan 25 2021
88

Herberto Resendes ...

Segunda-feira , Jan 25 2021
48

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
59934

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
27850

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
22222

Tomar vence Golden Cup

Domingo , Out 08 2017
1454

Tigres, de garras ...

Segunda-feira , Set 07 2020
438

Tiago Amaral reforça ...

Segunda-feira , Jun 13 2016
2415

2 Barbeiro

lucas

O avançado argentino Lucas Ordoñez mostra abertamente seu desejo de vencer a Liga Europeia de Clubes, mas está ciente de que ele vai ser complicado, e que primeiro há que concentrar-se no jogo de no sábado contra a Oliveirense.

Acaba de ganhar a OK Liga e vem aí as semifinais da Liga Europeia, tudo de seguida sem tempo para descansar.
Temos conseguido ultrapassar as dificuldades e tivemos pouco tempo para celebrar e festejar a Ok Liga, pois já estamos com a cabeça na final four.

O objetivo é chegar à final e ganhar o título?
Todos os jogadores que vêm para Barca têm esse objetivo que é ganhar títulos. Desde segunda-feira estamos preparando o jogo com a Oliveirense e sabemos que será muito difícil, pois vamos defrontar uma grande equipa. Mas de qualquer forma estamos convencidos de que podemos vencer.

Conquistado o título da OK Liga, agora você tem que mudar o chip para enfrentar esta competição que é diferente?
Sim, o campeonato já foi, agora à que mudar o chip para enfrentar uma competição completamente diferente, que não podemos falhar, num jogo onde teremos que dar tudo em 50 minutos. Qualquer uma das quatro equipas que está na Final Four a merece ganhar. Apenas uma irá ganhar e será aquela que menos erros cometer. Estamos a trabalhar para conseguir o nosso melhor e para chegarmos na máxima força. Nós vamos ter que estar muito concentrados e espero que no domingo possamos estar a jogar a final.

O que é que destacas mais da Oliveirense?
É uma equipa muito experiente tem jogadores que jogaram um monte de finais. Além da experiência, eles têm uma qualidade incrível, por isso temos de ter muito cuidado, porque eles no contra-ataque são muito perigosos. Temos de ser muito fortes na defesa e tentar tirar partido dos espaços que nos concederem.

E tem Jordi Bargalló, que conhece bem.
Sim, eu tive a sorte de jogar com ele à dois anos no Liceo. E é claro que vamos ter que o ter debaixo de olho, mas há outros jogadores, como o Barreiros, que são muito experientes, e nestas competições isso nota-se.

Nestes jogos, aproveitar as oportunidades é vital, e você é um especialista em criar jogadas do nada e marcar golos fora de nada.
Sim, claro... Como diz, estes jogos são definidos por pequenos detalhes, e espero poder colaborar a criar situações de golo, e também estar bem defensivamente. E se não for eu a fazer que o faça outro companheiro meu, porque o que quero é vencer o jogo.

O Barça tem oito jogadores mas notam-se poucas diferenças no seu jogo quando há substituições.
Os oito jogadores que formam o plantel estão a treinar no duro desde o início da temporada e estamos preparados para qualquer situação que o treinador nos peça. Eu acho que os oito têm mostrado que o treinador pode contar com eles para jogar em qualquer situação e em qualquer jogo. Chegamos a esta Final four com muitas ambições, porque o ano passado deixou-nos com um amargo de boca ao perdermos nos penaltis e agora nós o que queremos é ganhar e conseguir “triplete” nesta temporada.

Esta Final Four vai ser jogada em Lleida, embora a organização seja da responsabilidade do Barcelona. Espera que o público e os sócios compareçam e que vos faça sentir em vossa casa?

Acho que virão apoiar-nos para mais numa final four, onde os jogos são intenso e que por norma são espectaculares. E, claro, já que me fala nisso, apelamos a todos os simpatizantes do hóquei, do Barcelona, que venham apoiar-nos porque precisamos muito do seu apoio. Não estaremos no “Palaugrana” mas queremos que nos façam sentir como se estivéssemos lá.

O seu apoio pode ser importante nos momentos mais complicados?
No “Palaugrana” nós ganhamos os jogos muito por culpa do apoio de todas essas pessoas, e que naqueles momentos em que estás cansado e parece que não chegas lá e não vais conseguir, eles dão-te o empurrão final. Por isso queremos ganhar para dar essa alegria aos nossos simpatizantes

Jogou a Liga Europeia em cinco equipas, mas nunca ganhou o título nem nunca chegou à final. Está ansioso para conseguir esse feito?
Sim, no ano passado foi a primeira final four em que joguei. Joguei noutras equipas mas nunca tinha chegado a uma final four. No ano passado, ficamos com aquela sensação amarga e ainda tenho a imagem da última grande penalidade, marcada por mim e que falhei, tendo perdido.
Agora temos estado a treinar todo o ano para chegar a um jogo como este e todos os jogadores sonham em jogar e vencer e eu não fugo à regra. E fazemos tudo para poder ajudar a equipa para ver se podermos erguer o troféu.

Vocês chegam a esta final four mais moralizados depois de ter vencido mais um campeonato, ainda por cima no recinto do Réus?
Tudo ajuda, mas não é por causa do ultimo jogo, mas sim por tudo aquilo que fizemos durante toda a temporada.
Estamos a fazer uma excelente temporada e as coisas ultimamente tem saído como pensamos e trabalhamos. É isso que nos dá muita força e animo para enfrentar estes jogos de grau de dificuldade enorme. Mas chegamos aqui com muitas “ganas” de vencer.

Fonte / Foto – www.lesportiudecatalunya.cat

workshops para rodapé Noticias ExtensãodeSobrancelha