a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

CNF- Águias vão ao CACO ...

Sexta-feira , Dez 02 2022
6

CNF- Stuart Massamá leva ...

Sexta-feira , Dez 02 2022
11

Nuno Resende- "Vamos ...

Sexta-feira , Dez 02 2022
6

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
62762

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
31559

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
25604

Carlos Nicolia: ...

Quinta-feira , Jan 26 2017
1889

Pedro Nunes: "Parabéns ...

Terça-feira , Jun 21 2016
1886

CNF- Zona Centro- ...

Sexta-feira , Dez 10 2021
314

6 10Massagista Inícial

NicoulauManjate3

A participação da selecção moçambicana de hóquei em patins no Campeonato do Mundo de Patinagem, a decorrer em Agosto em Nanjing, China, vai custar 10 milhões de meticais, cerca de 145 mil euros, segundo revelação do presidente da federação da modalidade, Nicolau Manjate.
De acordo com Nicolau Manjate, o valor em causa servirá para cobrir todas as despesas desde a preparação, o estágio em Portugal, a estadia durante o mundial e ainda os «pocket money» e prémios dos atletas e técnicos.
O dirigente, que falava a imprensa, para lançar o plano de preparação, disse que a federação está no «terreno» a trabalhar no sentido de conseguir apoios junto ao Governo e ao empresariado local/ estrangeiro, que normalmente costuma cooperar com a federação em mundiais.
«Estamos a envidar esforços para juntar o valor necessário para prepararmos a nossa selecção dentro das exigências que uma prova da dimensão de um mundial exige. O momento financeiros que atravessamos não é o melhor. Vivemos uma crise, mas é obrigatória que Moçambique esteja no Mundial. Nos últimos anos tem tido excelentes prestações e é impensável não estarmos na China», disse.
De referir que os hoquistas moçambicanos iniciaram a sua preparação na semana passada com treinos bidiários, a segunda no Parque dos Continuadores e quinta feira no pavilhão do Estrela Vermelha.
Moçambique vai procurar melhorar o sétimo lugar no Mundial da China, estando incluso no Grupo A, juntamente com Angola, Portugal, Brasil, Argentina e Itália.

Fonte / Foto – Jornal “A Bola”

workshops para rodapé Noticias EscovaProgressiva