a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

HC Braga soma a primeira ...

Terça-feira , Nov 24 2020
5

Hóquei, só de 1.ª divisão

Segunda-feira , Nov 23 2020
85

Académico FC alcança ...

Segunda-feira , Nov 23 2020
76

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
59636

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
27524

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
21932

"Miguel Castro pode ...

Quinta-feira , Jun 07 2018
1418

CN- Sub-13- Sul- ...

Quinta-feira , Abr 16 2015
1254

2.ª D- Sul- “Hat trick” ...

Segunda-feira , Nov 02 2015
1222

Pluriform PP1

P4092972

Apenas um golo, de Kyllian Gil valeu o Inter-regiões para Lisboa que reconquista assim esta prova depois de dois anos que tiveram o Porto como vencedor.
Era a partida mais aguardada e colocou as duas selecções com mais títulos desta prova.
Lisboa entrava favorita, até porque tinha vencido na primeira fase o seleccionado portuense por 3-1.
Mas cedo a equipa do Porto assumiu o jogo com o golo de Gil a aparecer quase contra a corrente do jogo. Lisboa beneficiou de um LD após um azul mostrado a Carlos Dias mas Bernardo Ramalho desperdiçou. A jogar em inferioridade numérica o Porto acaba mesmo por sofrer golo numa jogada de insistência de Kyllan Gil.
Até ao intervalo foi sempre o conjunto portuense a mandar no jogo, mas começava a aparecer Rodrigo Vieira, o guarda redes lisboeta a defender tudo o que lhe aparecia.
Veio o segundo tempo, e mais do mesmo. O Porto a carregar e a cada minuto que passava era evidente o domínio da formação de Miguel Camões.
No entanto o guardião lisboeta, confiante, foi tirando uma atrás de outra as excelentes oportunidades que o Porto ia criando. Últimos minutos de grande pressão do Porto, com Lisboa a poder aumentar o score através de um LD a castigar a 10.ª falta dos portuenses. Killan Gil a falhar e é o Porto que arrisca tudo, sacando o seu guardião e a acabar com 5 jogadores de campo, mas Rodrigo Vieira, intransponível negou todas as oportunidades, com defesas soberbas e garantindo a magra vantagem neste encontro.P4092978
Triunfo da equipa mais eficaz, não a que melhor jogou neste encontro, mas a sorte procura-se, trabalha-se e foi o que aconteceu ao seleccionado alfacinha, alicerçado por uma defesa segura e que não tremeu na hora da verdade.
Fica o amargo de boca à Selecção do Porto, que procurava o “tri”, mas nesta tarde de domingo, no Pavilhão da Mealhada os Deuses estavam do lado de Lisboa.

workshops para rodapé Noticias EscovaProgressiva