a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Pedro Henriques- “Voltar ...

Sexta-feira , Jan 15 2021
41

“Poka”- “Sabemos o que ...

Sexta-feira , Jan 15 2021
54

Nomeações de 16 a 20 de ...

Sexta-feira , Jan 15 2021
172

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
59888

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
27830

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
22190

"Dragão cauteloso para a ...

Sexta-feira , Out 13 2017
727

Golden Cup: Apresentação ...

Quarta-feira , Set 21 2016
1354

Pedro Gil: "Estou no ...

Terça-feira , Jan 10 2017
1432

janeiro Pluriform 2

13494891 10153966921926263 6277582281500148330 n

Vítor Pereira, treinador do HA Cambra fez a sua análise ao jogo do passado fim de semana, que o Cambra perdeu por 4-7 frente ao CI Sagres, relativo à 3.ª Jornada do Campeonato Nacional da 2.ª Divisão - Norte.
"Hoje não é fácil fazer um comentário ao jogo, não estivemos bem, cometemos muitos erros básicos de falta de concentração, não fomos rigorosos taticamente e mais uma vez entramos a perder no jogo sem que o adversário tivesse feito algo para isso.
Sabíamos de antemão o estilo do jogo do adversário e por isso devíamos ter sido mais pacientes e mais rigorosos de forma a não permitir ao adversário andar na frente do marcador, se analisarmos os 4 golos que sofremos na 1ª parte, constatamos que estes tiveram origem em desatenções individuais, situações que a este nível não podem acontecer.
Dos 7 golos sofridos durante o jogo poderemos dizer que o adversário construiu 1 numa transição bem elaborada mas facilitada e que oferecemos os outros 6 golos (4 com erros básicos e 2 de livre diretos da 10ª e 15ª falta, sendo algumas feitas em excesso em sítios desnecessários e outras mal assinaladas pela arbitragem que nos penalizou com erros básicos.)
Sendo que nos encontramos em desvantagem e sentimos que temos argumentos para o adversário com bons valores individuais, tentamos (embora sem o rigor táctito pretendido, sem a execução das movimentações solicitadas face a o adversário) ir atrás do prejuízo com querer, atitude, disponibilidade mas mais uma vez fomos perdulários na finalização, não conseguindo o aproximar do resultado, situação que sabemos que contra algumas equipas que lutam pela subida e que têm planteis experientes se torna difícil de inverter, principalmente em nossa casa devido ás dimensões do nosso ringue.
Estamos tristes, ninguém aqui gosta de perder, muito menos em nossa casa perante os nossos adeptos, quando sentimos que trabalhamos muito, que em jogo jogado não somos inferiores ao adversário, quando vemos que em 3 jogos que fizemos somos penalizados pelos diferentes critérios das arbitragens, tudo isto deixa-nos menos contentes, mas em nada vai afetar o nosso trabalho e o nosso caminho, tristes mas conscientes do trabalho, com a força e a vontade de melhorar.
Como sempre disse estamos a começar algo de novo, continuo motivado porque sinto que estamos a melhorar e que alguns jovens valores que temos estão a evoluir a tomar conhecimento da nova realidade em que estão inseridos, que os menos jovens estão a trabalhar a procura do sua melhor forma e de se adaptarem totalmente a este novo Cambra.
A trabalhar assim e quando finalmente tivermos todos nas melhores condições, certamente teremos muita coisa boa para partilhar com os nossos adeptos e uma palavra a dizer.
Uma palavra aos nossos adeptos que sinto que estão connosco o que é muito importante para a equipa.
Espero que no próximo jogo nos apoiem aqui bem perto, na nossa deslocação ao pavilhão do Pessegueiro do Vouga para junto alcançarmos uma vitória."

Foto|Fonte: Facebook HA Cambra

workshops para rodapé Noticias ExtensãodeCabelo