a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Guillem Cabestany ...

Sábado , Set 26 2020
29

Reinaldo Ventura " Vamos ...

Sexta-feira , Set 25 2020
112

Marlene Sousa antecipa ...

Quinta-feira , Set 24 2020
49

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
59446

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
27326

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
21713

3.ª D- Zona C- Na ...

Terça-feira , Mar 07 2017
1024

Copa do Rei de Espanha ...

Quinta-feira , Fev 22 2018
627

AP Lisboa – SL Benfica ...

Segunda-feira , Jan 23 2017
1889

Cursos Grupos 2

GonçaloAlvesFPP

Gonçalo Alves, melhor marcador de Portugal no Mundial '15, falou ao Jornal "O Jogo", mostrando grande vontade para este Europeu, deixando uma mensagem de confiança:" Acredito na nossa equipa". 

«Oliveira de Azeméis, palco do Europeu que se disputa de 11 a 16 de julho e do Mundial, que em 2003 levou Portugal ao título mundial, tem sido ligada à ideia de talismã. Gonçalo Alves lembra-se desse campeonato, respeita a história, mas a sua visão é completamente pragmática. "Oliveira talismã? Acredito mais na nossa equipa, no nosso trabalho e na nossa união. Ninguém jogará por nós e nos dará o título. Teremos de ser nós a ir lá para dentro e fazer pela vida. Temos tudo para ganhar." Positivo, o avançado de 22 anos continua: "Não temos de temer nada, é explorar os pontos fracos dos adversários e estar tranquilos. Temos o que precisamos: espírito de grupo e individualidades. Portugal de voltar a vencer e tem de ser já". Para evitar pensar demasiado nos 13 anos de jejum, o jogador dá a receita, bastante simples a julgar pelas palavras: "Temos de tirar o passado do cabeça e ter o pensamento na vitória. E que seja o primeiro de muitos." Gonçalo Alves foi, no Mundial de 2015, o melhor marcador da seleção portuguesa, com 9 golos, tantos quantos marcou João Rodrigues, o goleador luso do Europeu de 2014 (seis golos) e que deixou Gonçalo em segundo, com 5 golos. Diz que não se recorda bem e admite: "Sou avançado e gosto de marcar, mas o importante é ganhar, nem que seja por 1-0." Com dez meses de competição nas pernas, está a postos para o Europeu, explicando: "É a nossa vida. E a motivação ultrapassa o cansaço." Para ele, Itália "foi o justo vencedor" em 2014 e Espanha "continua muito forte", mesmo sem Gil, Gual e Adroher. "Não nos preocupamos só com Espanha. Temos de estar preparados para qualquer adversário", reforça. Tinha 10 ano, quando Oliveira de Azeméis foi palco do Mundial de boa memória para Portugal. Esteve na bancada e agora tem a seu lado Reinaldo Ventura, uma das estrelas da altura. "Ainda não falámos sobre isso, mas lembro-me do público a torcer", remata. 

Foto: FPP | Fonte: Jornal "O Jogo"

workshops para rodapé Noticias AutoManicura