10343673 1241313675897132 7237383327942401619 n

O Parede é um dos poucos resistentes da 3.ª divisão e teve como prémio no sorteio dos Oitavos de final da Taça de Portugal a visita do HA Cambra que milita na 1.ª divisão.
Jogo entre duas equipas com realizades diferentes, mas onde a paixão e a vontade de vencer vão estar presentes no “Fernando Lopes Graça”, e uma oportunidade para os Paredenses poderem acompanhar a cores e ao vivo a um jogo com uma equipa do principal campeonato indígena.
Vivem-se as horas que antecede este jogo, em particular no seio da equipa do Parede FC, e por isso mesmo fomos ao encontro do técnico da formação da linha, Pedro Gonçalves, para “apalpar” o pulso e para nos fazer uma pequena antevisão daquilo que se espera desta partida.
A motivação que tivemos nesta campanha da Taça sempre foi a de fazer história, chegar o mais longe possível e colocar os paredenses a sonhar. O mérito que tivemos e o sorteio ditou que recebêssemos uma equipa da 1ª Divisão e isso vai proporcionar uma noite de hóquei ao nosso clube que há muito tempo não existe. É um jogo especial, em que os nossos jogadores, que merecem tudo o que de bom lhes possa acontecer, poderão gozar a oportunidade que eles próprios criaram de disputar uma partida em que serão levados a um outro nível de exigência”, começou por nos dizer.
Ambição não falta no seio da formação do Parede. “Temos a ambição de passar, mas é preciso ter os pés no chão e lembrar toda a gente de que a nossa época não se vai definir a partir da Taça de Portugal. A nossa época define-se pela subida de divisão. A taça é será um bónus que temos todo o prazer de jogar”.
Questionado para nos revelar como está a preparar este encontro, Pedro Gonçalves, não jogou à defesa. “ que estamos a preparar o jogo muito bem. Já conhecemos toda a equipa do Cambra, os seus processos e as suas principais referências. Fizemos ainda um jogo treino em Paço de Arcos, para que pudessemos mudar o "chip" e sermos submetidos à intensidade e ao ritmo que predomina na 1ª Divisão”.
Mas para além da ambição de poder ir mais longe, deixa também um repto aos adeptos, que compareçam e sejam o “sexto” jogador da equipa. “Acima de tudo, que o Fernando Lopes Graça receba uma grande noite de hóquei e que este jogo possa ser mais uma ocasião para estreitar os laços que ligam a nossa equipa às centenas de adeptos que nos seguem habitualmente. Vamos mostrar o orgulho que temos em fazer parte deste clube, deste projecto e desta família. Sei que poucas vezes terá chegado alguma equipa da 3â Divisão aos quartos de final e essa hipótese de fazer História motiva-nos muito”, concluiu.

workshops para rodapé Noticias PenteadosdeNoiva