a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Leões conquistam a Taça ...

Sábado , Set 18 2021
35

Nuno Resende- “A equipa ...

Sábado , Set 18 2021
58

Ricardo Ares- “era ...

Sábado , Set 18 2021
40

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
61018

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
29236

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
23565

Ação de Formação: ...

Sexta-feira , Jun 30 2017
1330

IR2016- Ribatejo ...

Domingo , Mar 20 2016
1350

2.ª D- Sul- CACO empata ...

Segunda-feira , Dez 14 2015
1356

05 Barbeiro Completo 500h Pluriform

FCPvenceemBraga

«O FC Porto venceu esta quarta-feira o Candelária, por 8-1, na nona jornada do Campeonato Nacional de hóquei em patins. O encontro foi antecipado devido ao jogo da Liga Europeia deste sábado, frente ao FC Barcelona, e a verdade é que cedo os Dragões resolveram a questão, marcando o primeiro golo logo aos dois minutos. Com esta goleada (que incluiu "bis" de Reinaldo Garcia e Gonçalo Alves), e mais um encontro disputado, os Dragões estão no terceiro lugar, com 21 pontos (menos três do que o líder Benfica), regressando aos triunfos após a derrota de domingo frente ao Óquei de Barcelos.

O Candelária apresentou-se com apenas oito jogadores, devido às ausências de Mauro Fernandez e Pedro Afonso. Também por isso, os açorianos adoptaram uma táctica com enfâse na defesa, em quadrado ou losango, o que procurava reduzir o desgaste físico do cinco inicial, que teria de cumprir a quase totalidade dos minutos em pista. Porém, Reinaldo Garcia provocou o primeiro rombo no Candelária logo aos dois minutos, com um remate de meia distância. A vantagem foi alargada por Jorge Silva (12), quando os Dragões estavam em power-play, e aos 14, com uma nova meia distância, desta vez de Gonçalo Alves. Os três pontos ficaram na mão, mas os forasteiros - que contra-atacavam com cautelas e receio de colocar em perigo os equilíbrios defensivos - ainda reduziram para 3-1, por intermédio de João Vieira. Mais um remate da zona exterior de Reinaldo Garcia estabeleceu o resultado ao intervalo (4-1).

Na segunda parte, rapidamente o FC Porto chegou ao 6-1 (golos de Gonçalo Alves e Vítor Hugo), o que não impediu que o guarda-redes Edo Bosch tivesse oportunidade para brilhar, evitando que João Vieira fizesse o segundo golo do Candelária, na conversão de um livre directo (31 minutos). Aliás, já no primeiro tempo o guardião - substituído nos derradeiros 17 minutos por Nélson Filipe - tinha defendido um penálti de Tiago Resende. Os dois últimos golos portistas foram apontados nos últimos cinco minutos, por Telmo Pinto e Álvaro Morais. A partida terminou com apenas quatro faltas de cada equipa, o que demonstra como a superioridade portista não teve contestação.

No final do encontro, Guillem Cabestany considerou o resultado justo, mesmo que os Dragões não tenham feito “um grande jogo”. “Era um encontro muito complicado psicologicamente, depois de uma derrota e antes de um jogo que se prevê muito importante. O Candelária defendeu sempre em zona, e poucas equipas o fazem. Se não se consegue abrir a baliza torna-se um jogo fechado, difícil de romper”, afirmou ao Porto Canal. O treinador admitiu ainda alguma “irregularidade” da equipa, mas reforçou que os objectivos se mantêm intactos: “Depois de duas derrotas em nove jogos, temos de continuar a melhorar jogo a jogo”.

FICHA DE JOGO

FC PORTO FIDELIDADE-CANDELÁRIA, 8-1
Campeonato Nacional, 9.ª jornada
25 de Novembro de 2015
Dragão Caixa, no Porto

Árbitros: Paulo Santos e António Santos

FC PORTO FIDELIDADE: Edo Bosch (g.r., cap.), Reinaldo Garcia, Hélder Nunes, Rafa e Vítor Hugo
Jogaram ainda: Jorge Silva, Gonçalo Alves, Telmo Pinto, Álvaro Morais e Nélson Filipe (g.r.)
Treinador: Guillem Cabestany

CANDELÁRIA: Diogo Rodrigues (g.r.), Tiago Resende (cap.), João Vieira, André Moreira e Alan Fernandes
Jogaram ainda: Edgar Pereira
Treinador: Sergi Punset

Ao intervalo: 4-1
Marcadores: Reinaldo Garcia (2m e 23m), Jorge Silva (12m), Gonçalo Alves (14m e 27m), João Vieira (17m), Vítor Hugo (30m), Telmo Pinto (45m) e Álvaro Morais (47m)

Disciplina: cartão azul a Edgar Pereira (11m) e Reinaldo Garcia (31m)»

Resultados e Classificação

Foto: FC Porto

workshops para rodapé Noticias AutoEpilação