a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

AP Coimbra leva a efeito ...

Terça-feira , Mar 02 2021
31

Resumo HC Braga- SC Tomar

Terça-feira , Mar 02 2021
39

CA Campo Ourique impõem ...

Terça-feira , Mar 02 2021
53

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
60025

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
27961

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
22325

2.ª Div. Norte: FC Porto ...

Domingo , Fev 04 2018
956

IID Norte - " Nau " ...

Quarta-feira , Nov 21 2018
642

Resumo UD Oliveirense – ...

Domingo , Mar 10 2019
708

2 Barbeiro Março

UD Oliveirense 2015 2016

A Oliveirense de Tó Neves estreou-se a ganhar na I Divisão de 2015-2016 numa partida que mereceu um pavilhão muito bem composto. A margem (3-2) foi escassa, mas os unionistas encontraram pela frente um inspirado guardião vianense. Os ex-UDO Tó Silva e Nelson Pereira foram os autores dos únicos golos forasteiros.
Após uns poucos minutos de ‘cautelas e caldos de galinha’, a Oliveirense acelerou e procurou ditar o ritmo do jogo. Até poderia ter feito o primeiro logo aos 11 minutos, mas Casanovas não conseguiu bater o guardião Jorge Correia, que não só parou o primeiro tiro como impediu a recarga.
Na verdade, é do camisola 28 boa parte do mérito pela magra diferença nas contas finais, apesar de a Oliveirense poder queixar-se de si própria pelas muitas bolas paradas que desperdiçou.
Apesar dos locais terem-se mostrado, ao longo de toda a partida, mais dominadores, foi o Viana quem abriu o marcador. Uma ‘facadinha nas costas’ dos homens de Oliveira de Azeméis, pois foi o ex-treinador-jogador Tó Silva que aos 18 minutos rematou para Puígbi deixar a bola escorregar, rasteirinha, sob o corpo.
Os da casa não deixaram passar três minutos para igualar, numa transição rápida soberbamente conduzida por Martin Montivero, que pegou no esférico ainda na zona defensiva azul e vermelha e só parou quando, da esquerda do ataque, rematou cruzado e sem hipóteses para o guarda-redes.
No último segundo da primeira parte, o também ex-UDO André Azevedo falhou um livre direto e Suissas viu cartão azul, a apenas meio segundo do apito.
A Oliveirense tirou o melhor proveito da inferioridade numérica para, logo no início da segunda metade, adiantar-se para o 2-1, com golo do reforço Carlos López.
A 11 minutos do fim de um encontro que iniciou com três ex-Oliveirenses a fazerem parte do ‘cinco’, Ricardo Barreiros converteu uma grande penalidade e ampliou para 3-1.
O 3-2 final foi feito a 13 segundos do termo dos 50 minutos. Outro ex-Oliveirense, Nelson Pereira, deu o melhor seguimento a um passe de Tó Silva ao segundo poste.

Tó Neves, treinador da Oliveirense:

A Oliveirense apresentou-se competente, mas muito nervosa e ansiosa. Quisemos entrar melhor, com uma defesa agressiva e um ataque dinâmico, mas pecámos nas bolas paradas. Merecíamos ter ganho com mais tranquilidade. O guarda-redes do Viana fez uma exibição tremenda e isso também dificultou. Além de um bom plantel, que me dá boas garantias, tivemos uma forte presença dos adeptos. Que apareçam mais vezes”.

Pedro Sampaio, treinador do Juv. Viana:

Foi um jogo intenso contra um candidato ao título. Foram os pequenos pormenores que fizeram a diferença. Falhámos muitos lances de bola parada mas a UDO também. Procurámos dificultar os golos, mas a Oliveirense mostrou muita qualidade ofensiva”.

Oliveirense, 3 - Juv. Viana, 2

UD Oliveirense: Xavier Puígbi; Pedro Moreira, Carlos Lopez, Caio, Ricardo Barreiros. Suplentes: Domingos Pinho, Albert Casanovas, Martin Montivero, Diogo Silva (cap.), João Souto. - Treinador: Tó Neves.

Juventude Viana: Jorge Correia; Tó Silva, Gonçalo Suissas, André Azevedo, Nelson Pereira. Suplentes: Gustavo Lima, Francisco Silva, Diogo Fernandes, Nuno Félix, Francisco Veludo. - Treinador: Pedro Sampaio.

Jogo no Pavilhão Dr. Salvador Machado, em Oliveira de Azeméis

Árbitros: Rui Torres (minho) e José Pinto (Aveiro)

Marcadores: 0-1 Tó Silva, 1-1 Montivero, 2-1 Carlos López, 3-1 Ricardo Barreiros (g.p.), 3-2 Nelson Pereira.

Fonte- www.cidades.com.pt

workshops para rodapé Noticias NailArt