a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

“Oitavos” de Final da ...

Quarta-feira , Fev 26 2020
55

Paulo Almeida- “Mostrar ...

Quarta-feira , Fev 26 2020
37

AP Ribatejo vence Inter ...

Quarta-feira , Fev 26 2020
86

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
58250

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
26144

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
20809

«É um ataque aos ...

Quinta-feira , Out 19 2017
2398

C. Regional- AP Setúbal- ...

Quarta-feira , Dez 16 2015
1077

Carlos Silva abandona o ...

Quinta-feira , Mai 12 2016
1547

interioresCabeleireiro ESS Q

11898749 953500181383328 1066958296101214277 n

Portugal – Alemanha 2-1

Sempre a sofrer, parece ser a sina desta selecção em Matera- Itália. Joga bem, cria oportunidades, ganha uma vantagem confortável, mas por isto ou por aquilo deixa-se enlear no jogo adversário, distrai-se em momentos cruciais e acaba o jogo a segurar um resultado magro, mas diga-se em abono da verdade, justo para as cores lusas.
Mais uma vez Portugal a entrar melhor e a marcar cedo, por intermédio de Marlene Sousa, ainda não tinham passado dois minutos de jogo.
O Seleccionado luso não podia pedir melhor, obrigando assim a formação germânica a subir e a procurar o empate. Portugal a dominar e a ter várias oportunidades para aumentar a vantagem, a melhor das quais através de Rute Lopes, na marcação de uma GP, mas que seria desperdiçada.
Até ao intervalo, foi sempre Portugal a ter mais posse de bola e a dominar, mas o resultado não se alteraria.
Segunda parte com um início onde as “ursinhas” mantiveram o domínio, que seria aproveitado para aumentar para 2-0 por Ana Ferreira na transformação de uma GP. E curiosamente, esta vantagem acabou por não ser aproveitada pelo conjunto de Carlos Pires que viu a Alemanha a reduzir, também de GP.
Algum desassossego nas hostes lusas, e embora fossemos mandando no jogo, a Alemanha sem nada a perder procurou acercar-se com mais assiduidade junto da baliza de Maria Vieira, obrigando a nossa kepper a estar bem atenta para não ser surpreendida.
Até final várias oportunidades para os dois lados, as mais “descaradas” a pertencerem a Portugal, mas o resultado já não se alterou.
Triunfo magro, como dissemos, muito por culpa das nossas “ursinhas” que hoje, um pouco a exemplo do que aconteceu ontem frente à Itália, não tem o discernimento na altura certa para poder “matar” o jogo. No entanto uma vitória incontestada da equipa liderada por Carlos Pires, que mantem intactos os objectivos para este Europeu.

Portugal: Maria Celeste Vieira (GR), Rita Lopes, Rute Lopes, Marlene Sousa e Inês Vieira; Ana Catarina Ferreira, Margarida Alves, Maria Sofia Silva, Carolina Gonçalves e Cláudia Vicente (GR)
Treinador: Carlos Pires

Alemanha: Christina Klein (GR), Maren Wichardt, Franziska Neubert, Katharina Neubert e Laura La Rocca; Anna Hartje, Simone Firll, Britt Stina Johannson, Kim Henckels e Annika de Beauregard (GR)
Treinador: Quim Puigvert

Árbitros: José Gomez (Espanha) e Rafaelle Stripolli (Itália)

workshops para rodapé Noticias DepilaçãoaLinha