a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Paulo Almeida renova com ...

Sábado , Jul 04 2020
25

Tiago Carvalho segue no ...

Sábado , Jul 04 2020
28

Bautista Acevedo, na ...

Sábado , Jul 04 2020
140

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
58938

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
26817

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
21367

Tó Neves - ...

Sexta-feira , Out 16 2015
988

AP Ribatejo- Sub-15 - Os ...

Quinta-feira , Fev 02 2017
1138

Sanjoanense de volta aos ...

Quinta-feira , Jan 23 2020
324

pluri unhas J

FCPReinaldoVentura

A última jornada do Campeonato Nacional da 1.ª Divisão é frente ao Valongo (sábado, 18h00), num “jogo especial”.
Reinaldo Ventura vai despedir-se do FC Porto Fidelidade, 20 épocas depois de ter vestido pela primeira vez a camisola azul e branca a nível sénior. O último jogo será este sábado (18h00, no Dragão Caixa, com transmissão em directo no Porto Canal), frente ao Valongo, terceiro classificado, que procura conservar uma posição de acesso à Liga Europeia da próxima temporada. O capitão azul e branco assume que o triunfo é fundamental para uma saída em beleza, apesar de os Dragões terem o destino traçado: serão segundos no Campeonato Nacional, independentemente do resultado neste encontro da 26.ª e última ronda.
“É um jogo para cumprir calendário, mas temos de ter brio e ser profissionais. Sabemos que do outro lado vai estar uma equipa que quer ganhar para ir à Liga Europeia e sabemos também que será o jogo de despedida de vários jogadores e do treinador. Queremos sair com uma vitória frente aos nossos adeptos, é o mínimo exigível”, afirmou ao Porto Canal e www.fcporto.pt.
O avançado - cuja despedida está agendada para o dia em que completa 37 anos - representa os Dragões desde os 12, tendo, a nível sénior, conquistado 13 Campeonatos Nacionais, oito Taças de Portugal, dez Supertaças e uma Taça CERS. Por isso, Reinaldo admite que o momento será “difícil”, até porque foi “uma época fracassada em termos de títulos”, que o camisola 66 não terá oportunidade de compensar. “Vai ser estranho e diferente. Tenho noção de que vai ser o meu último jogo, mas é a vida. Somos profissionais, e isto faz parte disso.”

Fonte | Foto: FC Porto