a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Oliveirense abriu a ...

Segunda-feira , Ago 02 2021
71

“Janeka” vai reforçar o ...

Segunda-feira , Ago 02 2021
237

Pedro Almeida é o novo ...

Segunda-feira , Ago 02 2021
161

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
60566

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
28629

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
22959

IID Norte - HC Maia ...

Sábado , Nov 03 2018
895

TP - Famalicense supera ...

Sábado , Fev 10 2018
1028

Mário Mata estará de ...

Terça-feira , Jun 02 2015
1918

05 Barbeiro Completo

Comunicado04

No seguimento da análise do Comunicado FPP n.º 03/2015 de 22 de janeiro 2015 hoje divulgado pela Plurisports, importa também recordar o Comunicado nº 34/2014 de 28 de Agosto, que vem regulamentar a transição de atletas entre equipas “A” e “B”, para no meio de tanta dúvida, seja possível perceber melhor, ou não, até onde terá razão o CART e até onde terá razão o OC Barcelos (b). Se parece que o comunicado de 22 de janeiro de 2015 menciona atletas seniores, o comunicado de 28 de agosto de 2014, menciona o aumento do tempo de intervalo de utilização de um atleta para 48 horas, deixando igualmente dúvidas no procedimento a adotar.

No dito comunicado de 28 de Agosto, a FPP lançou o seguinte:
“Alteração ao Art.º 36º‐A do Regulamento Geral de Hóquei em Patins

Considerando as dúvidas quanto à filosofia com que foi dada a possibilidade dos Clubes constituírem equipas “B”, que foi desde o início possibilitar a que os atletas com idade inferior aos 23 anos completados a 31 de Dezembro do ano de inscrição, manterem o vínculo com o seu Clube, permitindo uma transição para o escalão sénior, podendo ser acompanhados por uma estrutura que conhecem, potenciando o seu crescimento desportivo.
Da mesma forma, sempre se vinculou as equipas “B”, à possibilidade de estas poderem acolher atletas da equipa principal, independentemente da idade, sendo este um modelo igual ao de outras modalidades desportivas praticadas em Portugal, veja‐se o exemplo das equipas “B” do futebol.
Daí o recurso ao aumento do tempo de intervalo de utilização de um atleta, em qualquer uma das equipas, principal ou “B” para 48 horas, ao invés das 15 (quinze) como que se encontra estipulado no Artigo 42º do RGHP.
Para que estes princípios se afigurem a todos, com maior clareza e não subsistam dúvidas, altera‐se o seguinte ponto:

ARTIGO 36º A
(Equipas “B” – Inscrição e participação em Competições Nacionais)
[…]
10.2. Até dois (2) atletas inscritos pela equipa principal, independentemente da idade completada até 31 de Dezembro do ano de início da época a que se refere a inscrição.
[…]”

O que pensar?!