a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

HCP Grândola vence ...

Terça-feira , Set 29 2020
0

HC Turquel entra com o ...

Segunda-feira , Set 28 2020
22

HC Sintra garante a ...

Segunda-feira , Set 28 2020
75

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
59456

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
27335

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
21726

UD Oliveirense 4-2 SL ...

Terça-feira , Jan 10 2017
690

Jorge Silva à espera de ...

Sexta-feira , Fev 10 2017
1183

FPP indicou clubes para ...

Sexta-feira , Ago 05 2016
2254

Cursos Grupos 2

Associação de Educação Física e Desportiva Logo

Chegou à nossa redação esta tarde uma exposição por parte dos responsáveis da AE Física, a manifestar o seu desagrado pelas nomeações dos árbitros para as partidas, que o Clube Torreeense, considera, os mais importantes para as contas finais do Campeonato nacional da zona sul.
Segundo a AE Física, alguma dualidade de critérios, mancham, o bom nome dos Clubes envolvidos e não evitam algumas supeitas, numa fase em que as decisões começam a acontecer.
Transcrevemos na integra o document que recebemos:

Critérios de Nomeação de Árbitros

A Física, através do seu treinador André Gil, que disputa o Campeonato Nacional da 2ª Divisão Zona Sul mostra-se bastante desagradado e indignado pelas nomeações de árbitros que tem vindo a ser feitas ao longo do referido campeonato, nomeadamente nos jogos considerados mais importantes e decisivos para as contas finais do mesmo.
Por muito que se pondere e se analise todos os factos, é no mínimo discutível as nomeações que têm vindo a ser feitas, como foi exemplo o jogo da 15ª jornada e última da primeira volta, onde se encontraram o 1º e 2º classificado, ou seja, jogo entre o S.C.Tomar e Física de Torres Vedras, tendo sido nomeados para o mesmo 2 árbitros da Associação do Ribatejo.
Escusado é de dizer que era o jogo mais importante da referida jornada e que poderá ser decisivo para as contas finais do campeonato.
Importa ainda referir que nesta e noutras jornadas já foram nomeados Árbitros do norte do país, alguns mesmo internacionais para jogos com muito menos risco e menos decisivos para as contas finais do campeonato.
Tentando acreditar que esta situação específica tenha sido uma mera coincidência, não poderá a Física deixar de manifestar a indignação pelo facto de na jornada deste fim de semana voltarem a ser feitas nomeações que poderão por em causa a verdade desportiva, ora vejamos:
Jogo SC Tomar vs Grândola, jogo entre segundos classificados voltam a ser nomeados 2 árbitros da Associação do Ribatejo, um deles a repetir a nomeação feita aquando do jogo SC Tomar vs Física;
Jogo BIR vs Física de Torres Vedras, jogo entre o 1º classificado e um dos clubes que disputa a manutenção na 2ª divisão, sejam nomeados 2 Árbitros da Associação de Leiria, ou seja, da mesma Associação do BIR. Também é do conhecimento público que o guarda-redes do referido clube é filho de um Árbitro dessa mesma associação.
Com esta exposição a Física de Torres Vedras não quer por em causa o profissionalismo dos árbitros nomeados e muito menos dos clubes aqui citados, mas pensamos ser unanime que estejas situações sejam evitadas para bem do hóquei do nosso país e para que a verdade desportiva seja uma realidade.
Apela-se às entidades competentes para analisarem de forma mais criteriosa as nomeações feitas e que tenham em consideração a especificidade dos jogos em questão.”