a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Guillem Cabestany ...

Sábado , Set 26 2020
24

Reinaldo Ventura " Vamos ...

Sexta-feira , Set 25 2020
110

Marlene Sousa antecipa ...

Quinta-feira , Set 24 2020
47

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
59446

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
27326

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
21713

CNF- Sporting vence na ...

Domingo , Dez 15 2019
312

HCP Grândola com equipa ...

Quarta-feira , Jul 20 2016
1186

A Federação de Espanha ...

Terça-feira , Set 17 2019
373

Cursos Grupos 2

vitor hugo hoquei

FC Porto-Hockey Valdagno 6-2

O FC Porto recebeu no início da tarde de Sábado o Valdagno de Itália em jogo que contou para a primeira jornada da Liga Europeia de Clubes e venceu por 6-2.
Edo Bosh, Reinaldo Ventura e Jorge Silva foram as novidades na convocatória de Tó Neves, eles que até ao momento ainda não se tinham estreado esta temporada em provas oficiais fruto do castigo aplicado pela FPP aquando da final da Taça de Portugal frente ao Benfica.
Início de partida aberta mas seriam os transalpinos a serem mais perigosos nos minutos iniciais valendo a atenção de Nelson Filipe que foi evitando o golo à formação italiana.
No entanto aos 14 minutos Lucas Ordoñez acaba mesmo por inaugurar o marcador na sequência de um LD.
O FC Porto como que acordou de alguma letargia e nos minutos seguintes até ao intervalo acabaria mesmo por dar a volta ao “texto” com Jorge Silva que tinha entrado poucos minutos antes a empatar a partida decorriam 18 minutos de jogo.
Numa fase de maior ascendente dos dragões Caio aos 21 minutos coloca pela primeira vez o FC Porto a vencer ao não desperdiçar uma GP e no minuto seguinte o mesmo jogador bisa na partida colocando o FC Porto a vencer por -, resultado que não se alteraria até ao intervalo.
E se o FC Porto tinha terminado bem a primeira metade, não podia ter pedido melhor reinício de jogo com “Rafa” a aumentar para 4-1 logo no minuto inicial deste segundo tempo.
Com um Valdagno algo atordoado com a velocidade portista vê o FC Porto a facturar mais uma vez, desta feita por Pedro Moreira numa fase onde a equipa italiana jogava com um jogador a menos por CA mostrado a Juan Lopez.
Com o Valdagno rendido nesta segunda parte do encontro foi sempre o FC Porto a equipa mais perigosa e a que mais intensidade ofensiva mostrou no “Dragão Caixa”.

O Valdagno ainda reduz aos 14 minutos por Maximiliano Oruste mas o FC Porto fecha a contagem já nos segundos finais por intermédio de Vítor Hugo.
Triunfo justo da equipa azul e branca numa partida onde nos minutos iniciais houve, talvez mais Valdagno, mas que como decorrer do jogo, o FC Porto acabou por mostrar quase sempre mais superioridade em rinque.

Destaque para a presença de muito público nas bancadas do Dragão Caixa (cerca de mil e trezentas pessoas) que não perderam oportunidade de apoiar a equipa azul e branca.

Foto: www.fcporto.pt (arquivo)