a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

João Rodrigues e Hélder ...

Sábado , Ago 24 2019
273

Barros Simões é o novo ...

Sábado , Ago 24 2019
167

Platero- “Temos ainda ...

Sábado , Ago 24 2019
100

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
57152

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
25075

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
20041

Daniel Calhau promovido ...

Sábado , Jul 23 2016
1148

2.ª Div. Norte: Valença ...

Segunda-feira , Mar 07 2016
1432

Sub13 da ED Viana ...

Domingo , Mai 28 2017
1039

interioresinteriores

FilipeSantos

Estivemos à conversa com Filipe Santos, que depois de uma carreira recheada de títulos, como jogador, abraçou na temporada passada, o projeto Dragon Force, como coordenador desportivo da formação.

Com uma história ímpar, criada ao longo dos anos, o ídolo e referência de muitos jovens, tem a missão de gerir todo um conjunto de equipas e pessoas. Depois de no ano passado ter começado, no seu segundo ano como coordenador, consegue agora a vitória no Campeonato Nacional Sub15, falando do mesmo, com orgulho.

PLURISPORTS (PLR): O que significa está vitória para a secção?
Filipe Santos (FS): Depois de um percurso de dois anos, que nem sempre foi fácil, mas feito com convicção e com muito empenho, significa que todo o trabalho, toda a dificuldade inicial do projeto Dragon Force, foi compensada e que demonstra que pode ter sucesso. É preciso não esquecer que este é um projeto novo, mas que apesar de levar apenas dois anos, já começa a dar os seus frutos. Agora, é trabalhar, para que este possa ser o primeiro de muitos.

PLR: Depois de uma carreira recheada de grandes títulos como jogador, que sabor tem este CN Sub15?
FS: Como jogador os títulos premiavam todo o empenho individual e coletivo de uma época desportiva e neste caso é muito semelhante a única diferença é que não joguei. Apesar disso, não deixa de ter um valor especial porque muita gente não acreditava neste projeto e estamos a demonstrar que não sendo um trabalho fácil é possível ter êxito. Obviamente ainda teremos um grande caminho a percorrer, mas o que está a ser feito já está a dar frutos e isso é um motivo de grande satisfação.

PLR: Qual o futuro próximo da secção?
FS: É continuar a crescer no número de atletas e equipas, como é o caso atual, vamos passar de 5 equipas para 9. Tentar que as equipas sejam o mais competitivas possível, sempre com um trabalho assente na humildade, na camaradagem entre todos e um espírito de grupo muito forte, valorizando acima de tudo a instituição que representamos.

PLR: Quais serão os objetivos a curto/médio prazo?
FS: Estar nas grandes decisões, na maioria dos escalões, formar atletas desportivamente capazes e mais importante até, socialmente, para que tenham mais facilidade de um dia encarar e integrar o mundo do trabalho com mais otimismo e competência.